18 de julho de 2016, 10h48

Contra Temer, Geraldo Azevedo emociona público ao relembrar música de protesto

Em show no Circo Voador, no Rio de Janeiro, cantor apresentou “Canção da Despedida”, que remete à luta contra a ditadura militar, e convocou a plateia a gritar “Fora, Temer”

Por Redação

O show do cantor e compositor Geraldo Azevedo no sábado (17) se tornou um grande protesto contra o presidente interino Michel Temer. O artista convocou a plateia a gritar “Fora, Temer” durante a apresentação que ocorreu no Circo Voador, no Rio de Janeiro. E, em seguida, relembrou a “Canção da Despedida”, um clássico de 1968 composto em parceria com Geraldo Vandré em repúdio à ditadura militar.

Confira a letra abaixo.

CANÇÃO DA DESPEDIDA
Geraldo Vandré e Geraldo Azevedo

Já vou embora, mas sei que vou voltar
Amor não chora, se eu volto é pra ficar
Amor não chora, que a hora é de deixar
O amor de agora, pra sempre ele ficar
Eu quis ficar aqui, mas não podia
O meu caminho a ti, não conduzia
Um rei mal coroado,
Não queria
O amor em seu reinado
Pois sabia
Não ia ser amado
Amor não chora, eu volto um dia
O rei velho e cansado já morria
Perdido em seu reinado
Sem Maria
Quando eu me despedia
No meu canto lhe dizia