02 de julho de 2018, 10h38

Coordenador de campanha de Alckmin defende Meirelles como vice do tucano

Marconi Perillo chegou a comparar essa composição à escolha de José Alencar como vice de Lula na campanha de 2002

O ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, coordenador político da pré-campanha presidencial de Geraldo Alckmin (PSDB), sugeriu a investidores em um encontro organizado pela corretora XP Investimentos, em São Paulo, nesta segunda-feira (2), o nome de Henrique Meirelles (MDB) como candidato a vice na chapa tucana.

“O momento, agora, é de um líder democrático como Alckmin, mais as lideranças políticas e um expressivo representante de mercado com vivência e experiência política, como é Henrique Meirelles”, afirmou Perillo, segundo relato de um participante da reunião.

Parte da cúpula do PSDB resiste a uma aproximação com o MDB, de Michel Temer, por conta da sua baixa popularidade, mas Perillo é defensor de uma aliança de Alckmin com o partido para a eleição.

Perillo chegou a comparar essa composição à escolha de José Alencar (então no PL) como vice de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na campanha de 2002.

“Este é o momento de resgatar o exemplo de 2002, quando o PT de Lula buscou o empresário e empreendedor José Alencar para acalmar os ânimos do mercado e comandar um voo seguro para uma rota de desenvolvimento que durou até 2010”, afirmou.

Com informações da Folha