28 de outubro de 2018, 21h05

“Cria um pouco de preocupação”, diz Miriam Leitão sobre oração de Bolsonaro

Bolsonaro participou de uma roda de oração antes do primeiro pronunciamento oficial como presidente eleito e atitude causou "preocupação" na jornalista da GloboNews; "Separar Estado de Igreja é fundamental"

Foto: Reprodução YouTube
O fato de Jair Bolsonaro (PSL) ter feito uma roda de oração com o senador Magno Malta, que é pastor, e outros apoiadores na noite deste domingo (28), antes de seu primeiro pronunciamento oficial como presidente eleito, causou “um pouco de preocupação” na jornalista Miriam Leitão, da GloboNews. “Os tentáculos da esquerda jamais seriam arrancados sem as mãos de Deus”, disse o senador durante a pregação.  Citando o livro bíblico de João, versículo 8:23 – “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” -, e conclamando o “exército” que o elegeu em seus discursos, Bolsonaro criticou a mídia e os...

O fato de Jair Bolsonaro (PSL) ter feito uma roda de oração com o senador Magno Malta, que é pastor, e outros apoiadores na noite deste domingo (28), antes de seu primeiro pronunciamento oficial como presidente eleito, causou “um pouco de preocupação” na jornalista Miriam Leitão, da GloboNews.

“Os tentáculos da esquerda jamais seriam arrancados sem as mãos de Deus”, disse o senador durante a pregação.  Citando o livro bíblico de João, versículo 8:23 – “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” -, e conclamando o “exército” que o elegeu em seus discursos, Bolsonaro criticou a mídia e os opositores no pronunciamento pelas suas redes sociais, pouco antes do fato citado pela jornalista.

“O Estado brasileiro é laico. Um grupo de cristãos… Aquilo [a roda de oração] cria um pouco de preocupação. O compromisso de um estado laico é fundamental. É conquista da reforma protestante, inclusive. Separar Estado de Igreja é fundamental”, pontuou Miriam.