Imprensa livre e independente
29 de outubro de 2018, 07h58

Criança de 8 anos é baleada na cabeça e morre em suposta comemoração pró-Bolsonaro no PR

Segundo testemunhas, os tiros foram dados para o alto, em comemoração à vitória de Jair Bolsonaro (PSL), eleito presidente do Brasil no noite deste domingo.

Reprodução/Facebook
Um menino de 8 anos morreu após ser baleado na cabeça na noite deste domingo (28) em Ponta Grossa, no Paraná. O policial que atendeu a ocorrência disse que os pais da criança, um amigo da família, manuseava uma arma de fogo quando foram efetuados dois disparos. Um deles atingiu a cabeça do menino. Segundo testemunhas, os tiros foram dados para o alto, em comemoração à vitória de Jair Bolsonaro (PSL), eleito presidente do Brasil no noite deste domingo. Segundo o Correio Braziliense, a PM não confirmou a informação. Após o tiro, a criança foi levada pelos pais para atendimento...

Um menino de 8 anos morreu após ser baleado na cabeça na noite deste domingo (28) em Ponta Grossa, no Paraná. O policial que atendeu a ocorrência disse que os pais da criança, um amigo da família, manuseava uma arma de fogo quando foram efetuados dois disparos. Um deles atingiu a cabeça do menino.

Segundo testemunhas, os tiros foram dados para o alto, em comemoração à vitória de Jair Bolsonaro (PSL), eleito presidente do Brasil no noite deste domingo. Segundo o Correio Braziliense, a PM não confirmou a informação.

Após o tiro, a criança foi levada pelos pais para atendimento a um hospital e foram socorridos no caminho por uma ambulância. A criança, no entanto, não suportou os ferimentos e morreu. O assassino, que até o momento não teve a identidade revelada, foi preso em flagrante e a arma apreendida.

Com informações do Correio Braziliense e portal Bem Paraná.

Veja também:  Senadores contrários ao decreto das armas estão sofrendo ameaças

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum