ASSISTA
28 de Abril de 2014, 13h14

“Daniel Alves deu uma resposta ousada e forte ao racismo”, diz Dilma Rousseff

Presidenta utilizou a sua conta no Twitter para dar o seu apoio ao jogador e declarou que o Brasil vai levantar a bandeira contra a discriminação na Copa do Mundo

Presidenta utilizou a sua conta no Twitter para dar o seu apoio ao jogador e declarou que o Brasil vai levantar a bandeira contra a discriminação na  Copa do Mundo

Por Redação 

A presidenta Dilma Rousseff utilizou a sua conta no Twitter, nesta segunda-feira (28), para declarar apoio ao jogador Daniel Alves, do Barcelona, que foi vítima de racismo durante o jogo do time catalão contra o Villarreal. Quando Alves foi cobrar uma lateral, arremessaram uma banana no jogador que, em resposta, pegou a fruta e a comeu. Em seguida, a hashtag #SomosTodosMacacos se tornou um viral, impulsionada por Neymar.

Em sua conta, Dilma declarou que o “jogador @[email protected] deu uma resposta ousada e forte ao racismo no esporte (…) Diante de 1 atitude que infelizmente tem se tornado comum nos estádios, @DaniAlves teve atitude”.

A presidenta ainda comentou o apoio que o Alves recebeu dos colegas de trabalho. “Em seu apoio, @neymarjr lançou a campanha #somostodosmacacos p/ mostrar que temos todos a mesma origem e q nada nos difere, a não ser nossa tolerância com o outro”, comentou a presidenta.

Ainda sobre a questão do preconceito, Dilma afirmou que o Brasil vai erguer a bandeira do combate ao racismo durante a Copa. “O Brasil na #CopaDasCopas levanta a bandeira do combate à discriminação racial #CopaContraORacismo. (…)Vamos mostrar q nossa força, no futebol e na vida, vem da nossa diversidade étnica e dela nos orgulhamos. #CopaSemRacismo”, disse.