Imprensa livre e independente
30 de abril de 2017, 18h34

Datafolha: 85% dos brasileiros querem eleições diretas

A mesma pesquisa apontou ainda que Temer é rejeitado por 61% da população, sendo sua desaprovação maior entre os escolarizados  Por Redação A pesquisa do Instituto Datafolha divulgada neste domingo (30) que aponta Lula liderando em todos os cenários a corrida presidencial de 2018 também mostra a rejeição dos brasileiros com relação ao governo Temer. O atual presidente, de acordo com o estudo, tem 61% de avaliação ruim ou péssimo. Dentre esse percentual de rejeição, sua maior reprovação é entre a população com maior nível de escolaridade. Dentre os entrevistados com nível superior, 66% consideram o governo ruim ou péssimo....

A mesma pesquisa apontou ainda que Temer é rejeitado por 61% da população, sendo sua desaprovação maior entre os escolarizados 

Por Redação

A pesquisa do Instituto Datafolha divulgada neste domingo (30) que aponta Lula liderando em todos os cenários a corrida presidencial de 2018 também mostra a rejeição dos brasileiros com relação ao governo Temer. O atual presidente, de acordo com o estudo, tem 61% de avaliação ruim ou péssimo.

Dentre esse percentual de rejeição, sua maior reprovação é entre a população com maior nível de escolaridade. Dentre os entrevistados com nível superior, 66% consideram o governo ruim ou péssimo. Esse índice cai para 62% entre os entrevistados com nível médio e 56% entre aqueles que completaram apenas o ensino fundamental.

Entre as mulheres, a rejeição de Temer chega a 66% enquanto, entre os homens, cai para 55%.

A pesquisa mostrou também que 85% dos brasileiros defendem que o Congresso convoque eleições diretas para presidente.

 

Veja também:  TRF-4 determina que visitas a Lula não precisam mais ser agendadas

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum