09 de julho de 2018, 17h16

Datena, mais uma vez, desiste de concorrer nas eleições: “Não estou preparado”

Apresentador preferiu manter o salário de centenas de milhares na Band do que trocá-lo por um de dezenas de milhares como senador

Foto: Reprodução/Facebook

O apresentador José Luiz Datena anunciou, nesta segunda-feira (9), sua segunda desistência de concorrer a um cargo político. A primeira vez foi em 2016, quando aventava uma candidatura à prefeitura de São Paulo. Desta vez, Datena desistiu de concorrer ao Senado.

O apresentador já tinha lançado sua pré-candidatura pelo DEM, formando chapa com o ex-prefeito de São Paulo e pré-candidato ao governo do estado, João Doria (PSDB). Ele surpreendeu os telespectadores nesta segunda-feira (9), no entanto, ao aparecer apresentando o programa “Brasil Urgente”, da Band.

“Deixa eu falar uma coisa aqui. É claro que aparecendo na televisão como estou aparecendo agora fica eliminada qualquer possibilidade de eu ser candidato a qualquer cargo eletivo na República Federativa do Brasil. Como eu deveria ser candidato ao Senado brasileiro, é claro que tomar decisão é uma coisa muito difícil porque é extremamente solitário porque você ouve muita gente, mas quem decide é você”, disse ao vivo.

Leia também
Relembre: Em vídeo de 2012, Datena disse que seria um péssimo político

Em sua explicação, Datena disse não estar “preparado” para entrar na política do jeito que ela está. “Eu resolvi que eu ainda não estou preparado para ajudar o meu país na política brasileira. A política brasileira depende de gente séria, capaz, que consiga ultrapassar a maior crise que nós já enfrentamos até hoje. Vamos esperar que apareçam quadros capazes de tirar o Brasil desta situação. É difícil? É quase impossível. Por isso que eu refleti. Ainda não me sinto preparado para ajudar o meu povo, a nação brasileira, em uma outra função que não seja esta. Assim que eu estiver, eu largo de uma vez o que estiver fazendo e me proporei a concorrer a algum cargo. Achei que não era a hora de participar dessa política do jeito que está”, pontuou.

Como apresentador da Band, Datena ganha cerca de R$700 mil mensais. Caso eleito senador, ele precisaria deixar a TV e se contentar com um salário de R$33 mil.