20 de setembro de 2018, 22h44

Debate Aparecida: Haddad escancara aliança entre PSDB de Alckmin e Temer

"Você deveria deveria ler a entrevista do presidente do seu partido, que assumiu que sabotou o governo Dilma desde a eleição", afirmou Haddad ao rebater as acusações de Alckmin de ter sido o PT que "colocou o Temer na presidência". Candidato do PT garantiu ainda que revogará a reforma trabalhista e a PEC do Teto dos Gastos, aprovadas por Temer e PSDB

Reprodução
Em seu primeiro embate no debate promovido pela CNBB e pela TV Aparecida na noite desta quinta-feira (20), o candidato do PT, Fernando Haddad, escancarou a aliança entre o PSDB, partido de Geraldo Alckmin, e o governo Temer, tão criticado nos programas eleitorais do tucano. O petista perguntou a Alckmin sua opinião sobre a reforma trabalhista, a terceirização irrestrita e a PEC do Teto de Gastos, três medidas implantadas pelo governo Temer com o apoio do PSDB. Alckmin, então, fez uma defesa das medidas mas, para se desvencilhar do governo Temer, rebateu: “Quem escolheu o Temer foi o PT”. Haddad...

Em seu primeiro embate no debate promovido pela CNBB e pela TV Aparecida na noite desta quinta-feira (20), o candidato do PT, Fernando Haddad, escancarou a aliança entre o PSDB, partido de Geraldo Alckmin, e o governo Temer, tão criticado nos programas eleitorais do tucano.

O petista perguntou a Alckmin sua opinião sobre a reforma trabalhista, a terceirização irrestrita e a PEC do Teto de Gastos, três medidas implantadas pelo governo Temer com o apoio do PSDB.

Alckmin, então, fez uma defesa das medidas mas, para se desvencilhar do governo Temer, rebateu: “Quem escolheu o Temer foi o PT”.

Haddad aproveitou, então, para prometer que revogará todas as medidas citadas, deixando claro que elas foram apoiadas pelo partido de Alckmin. “Rapidamente vamos revogar a reforma trabalhista, que prejudica o trabalhador. Somos contra a terceirização. Terceirização fragiliza o trabalho diante do capital. Isso é prática do PSDB. Somos contra a PEC do Teto de Gastos, que congela gastos com saúde e educação. Por isso que o serviço publico durante o governo Temer/PSDB vem entrando em colapso”, pontuou.

O petista concluiu sua réplica lembrando as declarações do ex-presidente do PSDB, Tasso Jereissati, que confessou ter sido um “erro” ter apoiado o governo Temer. “Quem colocou o Michel Temer noo governo foi o PSDB, quando se aliaram para derrubar a Dilma. Para terminar o senhor deveria ler a entrevista do ex-presidente do seu partido. Assumiu que sabotou o governo desde a eleição. Aprovou medidas que o próprio PSDB era contra”.

Assista ao debate ao vivo aqui.