Imprensa livre e independente
28 de novembro de 2017, 08h14

Decepcionado com o amigo, Huck afirma que “tomou muita porrada” por causa de Aécio

Após a divulgação da chamada delação da JBS, apresentador diz não ter conversado mais com o tucano. "Você fica triste com um amigo, você fica chateado. Triste por ele, triste pelo sistema, triste por pensar aonde chegou".

Após a divulgação da chamada delação da JBS, apresentador diz não ter conversado mais com o tucano. “Você fica triste com um amigo, você fica chateado. Triste por ele, triste pelo sistema, triste por pensar aonde chegou”. Da Redação* Luciano Huck disse que ficou decepcionado com o amigo e senador Aécio Neves (PSDB-MG), depois de reveladas acusações contra o tucano nas delações de executivos do grupo JBS, em maio deste ano. No mesmo dia em que anunciou que não irá se candidatar ao cargo de presidente da República nas eleições de 2018, o apresentador falou sobre a relação abalada com Aécio, a...

Após a divulgação da chamada delação da JBS, apresentador diz não ter conversado mais com o tucano. “Você fica triste com um amigo, você fica chateado. Triste por ele, triste pelo sistema, triste por pensar aonde chegou”.

Da Redação*

Luciano Huck disse que ficou decepcionado com o amigo e senador Aécio Neves (PSDB-MG), depois de reveladas acusações contra o tucano nas delações de executivos do grupo JBS, em maio deste ano. No mesmo dia em que anunciou que não irá se candidatar ao cargo de presidente da República nas eleições de 2018, o apresentador falou sobre a relação abalada com Aécio, a quem apoiou publicamente no pleito presidencial de 2014, vencido por Dilma Rousseff (PT).

“Levante a mão quem na vida nunca se decepcionou com um amigo. Óbvio que eu me decepcionei”, declarou Huck, durante participação em evento promovido pela revista Veja em São Paulo. Indagado se ficou surpreso com o teor das acusações contra Aécio – investigado no STF (Supremo Tribunal Federal) por suspeita de crimes de corrupção passiva e obstrução de justiça, ambos negados pelo senador -, Huck respondeu: “Com o modus operandi, sim”.

Veja também:  Em demonstração de fraqueza do governo, deputados apresentarão novo projeto de reforma da Previdência

O apresentador declarou ainda que o fato de ser amigo de Aécio Neves fez com que ele fosse criticado em razão das investigações contra o senador. “Eu tomei muita porrada por causa dele. Eu apanhei muito por um erro que eu não cometi”, disse.

Após a divulgação da chamada delação da JBS, Huck diz não ter conversado mais com o tucano. “Você fica triste com um amigo, você fica chateado. Triste por ele, triste pelo sistema, triste por pensar aonde chegou”.

No evento desta segunda-feira, Luciano Huck enfatizou sua desistência de se candidatar ao cargo de presidente. O apresentador afirmou que “não foi fácil tomar essa decisão”, mas ressaltou que não pretende entrar para a carreira política. “Não vou ser político nunca. Não quero ser político”, disse e repetiu.

Huck ainda negou que sua desistência tenha sido influenciada por cobranças da TV Globo. “Isso não é verdade. Foi uma sequência de fatos. Tudo que foi acontecendo, eu fui reportando [à emissora]”.

*Com informações do BOL

Foto: Reprodução

 

Veja também:  Queiroz ‘rachava’ salário de assessores de Flávio Bolsonaro com organização criminosa, suspeita MP

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum