Imprensa livre e independente
28 de novembro de 2018, 09h13

Decisão de Luiz Fux abre brecha para volta de auxílio-moradia para juízes e promotores

Ministro deixou o caminho aberto por não declarar a inconstitucionalidade do auxílio-moradia e deixar para o CNJ e o CNMP a regulamentação do benefício, que está previsto na Lei Orgânica da Magistratura Nacional.

Divulgação
Fruto de um acordo com o governo golpista de Michel Temer (MDB), que sancionou aumento salarial de 16,38% para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) – com efeito cascata sobre toda a magistratura federal- em troca da revogação do auxílio-moradia dos juízes, a decisão do ministro Luiz Fux, no entanto, abre brecha para que o benefício, de cerca de R$ 4 mil, volte a ser objeto de desejo e de ações de magistrados que possam ter se sentido lesados com o fim do pagamento. Reportagem de Carolina Brígido, na edição desta quarta-feira (28) do jornal O Globo, informa que...

Fruto de um acordo com o governo golpista de Michel Temer (MDB), que sancionou aumento salarial de 16,38% para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) – com efeito cascata sobre toda a magistratura federal- em troca da revogação do auxílio-moradia dos juízes, a decisão do ministro Luiz Fux, no entanto, abre brecha para que o benefício, de cerca de R$ 4 mil, volte a ser objeto de desejo e de ações de magistrados que possam ter se sentido lesados com o fim do pagamento.

Reportagem de Carolina Brígido, na edição desta quarta-feira (28) do jornal O Globo, informa que Fux deixou o caminho aberto para a volta do benefício por não declarar a inconstitucionalidade do auxílio-moradia.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

A partir dessa brecha, Fux determinou que o Conselho Nacional de Justiça e o Conselho Nacional do Ministério Público regulamentem novamente o pagamento do auxílio, com regras iguais para as duas carreiras. O benefício está previsto na Lei Orgânica da Magistratura Nacional. Como essa norma não foi considerada inconstitucional, nada impede que o auxílio volte a ser pago, segundo a reportagem.

Veja também:  Deputado por 28 anos, Bolsonaro diz que "grande problema" do Brasil é a classe política

Leia a reportagem na íntegra.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum