Imprensa livre e independente
01 de fevereiro de 2019, 19h52

Defesa Civil atualiza números da tragédia de Brumadinho: 115 mortos e 248 desaparecidos

O porta-voz do Corpo de Bombeiros disse que as imagens do rompimento da barragem só foram divulgadas nesta sexta para não causar uma situação de pânico na população

Foto: Ricardo Stuckert A Defesa Civil de Minas Gerais atualizou, na noite desta sexta-feira (1), os números da tragédia de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte: até o momento foram confirmados 115 mortos e 248 desaparecidos. Dos 115 mortos, 71 já foram identificados. Há registrados, ainda, de 192 resgatados e 395 localizados. “Não excluímos a possibilidade de sobreviventes até que a gente encontre todos os corpos. Mas essa possibilidade matemática é muito pequena”, disse Pedro Aihara, tenente e porta-voz do Corpo de Bombeiros, durante coletiva nesta sexta. Aihara declarou, ainda, que a Vale entregou as imagens do rompimento da...

Foto: Ricardo Stuckert

A Defesa Civil de Minas Gerais atualizou, na noite desta sexta-feira (1), os números da tragédia de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte: até o momento foram confirmados 115 mortos e 248 desaparecidos.

Dos 115 mortos, 71 já foram identificados. Há registrados, ainda, de 192 resgatados e 395 localizados.

“Não excluímos a possibilidade de sobreviventes até que a gente encontre todos os corpos. Mas essa possibilidade matemática é muito pequena”, disse Pedro Aihara, tenente e porta-voz do Corpo de Bombeiros, durante coletiva nesta sexta.

Aihara declarou, ainda, que a Vale entregou as imagens do rompimento da barragem já no dia seguinte ao acidente ao corpo técnico. Mas, de acordo com ele, essas imagens não foram divulgadas para não causar uma situação de pânico na população.

Com informações do G1

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Veja também:  Greenwald compara reação de Moro e Dallagnol à dos Estados Unidos no Caso Snowden

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum