Imprensa livre e independente
31 de maio de 2017, 10h47

Delegado da PF responsável pelo inquérito de Teori Zavascki é morto em Florianópolis

Outros dois policiais que estavam no local também foram baleados. Um deles morreu e um terceiro, que seria um dos envolvidos no desentendimento, segue internado. De acordo com a Polícia Militar, por volta das 5h30, um veículo teria passado em frente a unidade de saúde atirando.

Outro policial que estava no local, o delegado Elias Escobar, também foi morto. O suspeito de dar os tiros é um comerciante da região, que também ficou ferido e está internado no Hospital Florianópolis. De acordo com a Polícia Militar, por volta das 5h30, um veículo teria passado em frente a unidade de saúde atirando. Ninguém se feriu nesta segunda ocorrência. Da Redação* Morreu na madrugada desta quarta-feira (31), Adriano Antonio Soares, o delegado chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis responsável pela investigação do acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki (foto), relator da Lava Jato no Supremo...

Outro policial que estava no local, o delegado Elias Escobar, também foi morto. O suspeito de dar os tiros é um comerciante da região, que também ficou ferido e está internado no Hospital Florianópolis. De acordo com a Polícia Militar, por volta das 5h30, um veículo teria passado em frente a unidade de saúde atirando. Ninguém se feriu nesta segunda ocorrência.

Da Redação*

Morreu na madrugada desta quarta-feira (31), Adriano Antonio Soares, o delegado chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis responsável pela investigação do acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki (foto), relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Outro policial que estava no local, o delegado Elias Escobar, também foi morto. O suspeito de dar os tiros é um comerciante da região, que também ficou ferido e está internado no Hospital Florianópolis.

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 5h30, um veículo teria passado em frente a unidade de saúde atirando. Ninguém se feriu nesta segunda ocorrência.

Veja também:  Ednardo se manifesta contra nome de sua canção “Pavão Mysteriozo” em grupo bolsonarista

Os policiais estavam em uma casa noturna na rua Fúlvio Aducci, no bairro Estreito, região continental da capital catarinense. De acordo com a Polícia Federal, ocorreu um desentendimento entre frequentadores e tiroteio por volta das 2h. Os policiais federais não estavam em serviço.

A área do estabelecimento foi isolada. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, com apoio da Polícia Federal. Ao menos outros dois homens estariam envolvidos na briga. Nenhum suspeito foi detido.

Segundo a PF, as vítimas estavam em Florianópolis participando de um curso.

*Com informações do G1 SC

Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum