Imprensa livre e independente
31 de março de 2019, 11h54

Demagogia barata: Bolsonaro suspende compra de 8 mil radares em rodovias

Compilação de estudos feita pelo Fórum Internacional de Transportes, ligado à OCDE, traz vários casos em que a redução na velocidade média no trânsito resultou em menos acidentes e mortes

Após a instalação de radares, índice de acidentes também foi reduzido em 15% - Foto: Freeimage
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) usou o Twitter, neste domingo (31), para dizer que decidiu cancelar as instalações de radares eletrônicos em rodovias federais e que os contratos serão revisados para avaliar a real necessidade. Após revelação do @MInfraestrutura de pedidos prontos de mais de 8.000 novos radares eletrônicos na rodovias federais do país, determinei de imediato o cancelamento de suas instalações. Sabemos que a grande maioria destes têm o único intuito de retomo financeiro ao estado. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 31 de março de 2019 “Após revelação do @MInfraestrutura de pedidos prontos de mais de 8.000 novos radares...

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) usou o Twitter, neste domingo (31), para dizer que decidiu cancelar as instalações de radares eletrônicos em rodovias federais e que os contratos serão revisados para avaliar a real necessidade.

“Após revelação do @MInfraestrutura de pedidos prontos de mais de 8.000 novos radares eletrônicos na rodovias federais do país, determinei de imediato o cancelamento de suas instalações. Sabemos que a grande maioria destes têm o único intuito de retomo financeiro ao estado.”

Ele diz ainda que “verificando a real necessidade de sua existência para que não sobrem dúvidas do enriquecimento de poucos em detrimento da paz do motorista.”

Veja também:  Em inglês, Paulo Coelho anuncia que vai denunciar "insanidades" do Brasil ao mundo

Redução de velocidade diminui mortes

Uma compilação de estudos sobre velocidade e acidentes feita no ano passado pelo Fórum Internacional de Transportes, ligado à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), traz vários casos em que a redução na velocidade média no trânsito resultou em menos acidentes e mortes. Um caso exemplar é da França, que implantou radares entre 2003 e 2004. A velocidade média nas rodovias caiu de 127 km/h para 119 km/h entre 2001 e 2005, acompanhada de uma queda de 36% no número de fatalidades. Percentual similar foi registrado em vias onde a velocidade antes dos radares já era menor.

Radares inibem motoristas de desrespeitar os limites de velocidade implantados para aumentar a segurança viária. Você pode até questionar se um limite de 80 km/h ou de 110 km/h é adequado para um trecho ou outro de estrada, o que é na prática um problema de engenharia de tráfego. Respeitar o limite é uma questão legal, independentemente de haver radar ou não. Se você for multado é porque não seguiu a legislação de trânsito feita para a manutenção de um ambiente saudável de circulação de carros.

Veja também:  Bolsonaro perde apoio, mas ainda não está derrotado

Com informações da Gazeta do Povo

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum