Imprensa livre e independente
28 de agosto de 2017, 09h51

Depois de trinta anos, Palestina tem sessão de cinema

De acordo com fontes locais, o movimento palestino Hamas - que governa Gaza - permitiu a exibição do filme, mas pediu uma separação entre o público masculino e feminino dentro da sala.

De acordo com fontes locais, o movimento palestino Hamas – que governa Gaza – permitiu a exibição do filme, mas pediu uma separação entre o público masculino e feminino dentro da sala. Da Redação* Após 30 anos, um filme foi projetado em uma sala de cinema de Gaza. A exibição ocorreu na noite de sábado (26), no “Samer Cinema”, com o longa “Dez Anos”, produzido por uma empresa local, a Continue Filme. O filme, de 2h30 de duração, conta a história de ex-detentos palestinos em prisões israelenses e carrega o ponto de vista humanitário. Cerca de 300 pessoas assistiram à...

De acordo com fontes locais, o movimento palestino Hamas – que governa Gaza – permitiu a exibição do filme, mas pediu uma separação entre o público masculino e feminino dentro da sala.

Da Redação*

Após 30 anos, um filme foi projetado em uma sala de cinema de Gaza. A exibição ocorreu na noite de sábado (26), no “Samer Cinema”, com o longa “Dez Anos”, produzido por uma empresa local, a Continue Filme.

O filme, de 2h30 de duração, conta a história de ex-detentos palestinos em prisões israelenses e carrega o ponto de vista humanitário. Cerca de 300 pessoas assistiram à sessão. De acordo com fontes locais, o movimento palestino Hamas – que governa Gaza, mas é considerado terrorista por países do Ocidente, como a União Europeia – permitiu a exibição do filme, mas pediu uma separação entre o público masculino e feminino dentro da sala de cinema. O Cinema Samer, construído em 1944, foi parcialmente destruído por manifestantes palestinos e fechou as portas nos anos 1970. O local abriu para funcionamento apenas na noite de ontem. Nos últimos anos, foram feitas outras exibições de filmes em Gaza, mas nenhuma dentro de uma verdadeira sala de cinema.

Veja também:  Chico Buarque é o vencedor do Prêmio Camões, o mais importante da língua portuguesa

*Com informações da Agência ANSA

Foto: Ministry Of Interior Palestinian National Authority

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum