Imprensa livre e independente
29 de outubro de 2018, 20h09

Deputado do partido de Bolsonaro ameaça jornalista: “Vai conhecer a mão pesada do Estado”

“Vencemos a eleição de forma soberana, vamos governar para todos e respeitar a constituição. Não gostou? Enfia o dedo naquele lugar e rasga, mas se tentar sabotar o país, 'haverão' consequências”, disse Márcio Labre

Foto: Reprodução/YouTube Márcio Labre (PSL-RJ), deputado federal eleito, disparou ameaças contra jornalistas e opositores nas redes sociais, depois da vitória de Jair Bolsonaro, do mesmo partido. Ao responder tuíte do jornalista João de Andrade Neto, do Diário de Pernambuco, afirmou que quem tentar “sabotar o país” sofrerá as consequências. O jornalista havia dito que a democracia não se resumia ao processo eleitoral e foi, em seguida, respondido pelo deputado eleito. “Só avisando, se transgredir a lei e a ordem, vai conhecer a mão pesada do estado. Vencemos a eleição de forma soberana, vamos governar para todos e respeitar a constituição....

Foto: Reprodução/YouTube

Márcio Labre (PSL-RJ), deputado federal eleito, disparou ameaças contra jornalistas e opositores nas redes sociais, depois da vitória de Jair Bolsonaro, do mesmo partido. Ao responder tuíte do jornalista João de Andrade Neto, do Diário de Pernambuco, afirmou que quem tentar “sabotar o país” sofrerá as consequências.

O jornalista havia dito que a democracia não se resumia ao processo eleitoral e foi, em seguida, respondido pelo deputado eleito.

“Só avisando, se transgredir a lei e a ordem, vai conhecer a mão pesada do estado. Vencemos a eleição de forma soberana, vamos governar para todos e respeitar a constituição. Não gostou? Enfia o dedo naquele lugar e rasga, mas se tentar sabotar o país, ‘haverão’ consequências”, escreveu Labre, sem, no entanto, detalhar quais seriam essas consequências.

Veja também:  Delegado que levou testemunha falsa no Caso Marielle é preso por extorsão

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum