Imprensa livre e independente
20 de setembro de 2017, 12h06

Deputado quer obrigar rádios públicas a tocarem canções gospel

De acordo com proposta do Pastor Franklin (PP), o não cumprimento da regra geraria multa diária para a emissora e, em caso de reincidência, suspensão por até 30 dias.

De acordo com proposta do Pastor Franklin (PP), o não cumprimento da regra geraria multa diária para a emissora e, em caso de reincidência, suspensão por até 30 dias. Da Redação* Com argumentos, no mínimo, frágeis, o deputado federal mineiro Pastor Franklin (PP) quer que as rádios públicas passem a ser obrigadas a tocar músicas religiosas nacionais em suas programações diárias. De acordo om a proposição, o não cumprimento da regra vai ocasionar multa diária para a emissora e, em caso de reincidência, suspensão da concessão por até 30 dias. O parlamentar argumenta que a Constituição estabelece que a programação...

De acordo com proposta do Pastor Franklin (PP), o não cumprimento da regra geraria multa diária para a emissora e, em caso de reincidência, suspensão por até 30 dias.

Da Redação*

Com argumentos, no mínimo, frágeis, o deputado federal mineiro Pastor Franklin (PP) quer que as rádios públicas passem a ser obrigadas a tocar músicas religiosas nacionais em suas programações diárias. De acordo om a proposição, o não cumprimento da regra vai ocasionar multa diária para a emissora e, em caso de reincidência, suspensão da concessão por até 30 dias. O parlamentar argumenta que a Constituição estabelece que a programação das emissoras de rádio e televisão deve visar à promoção da cultura nacional e regional, para estimular a produção independente, e deve respeitar os valores éticos e sociais da pessoa e da família.

“Atualmente, as rádios públicas ignoram as músicas religiosas, passando somente as músicas mais populares em suas programações, deixando assim de contemplar aquelas pessoas religiosas, que não se sentem bem ouvindo outros tipos de músicas”, diz o deputado na justificativa do projeto. De acordo com ele, esse tipo de situação deixa “as pessoas religiosas sem motivação ou sem jeito para acompanhar aquela programação”. O parlamentar espera o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), designar como vai ser o andamento do projeto na Casa.

Veja também:  Ministros garantistas podem declarar Moro suspeito em processos de Lula no STF

Com informações de O Tempo

Foto: YouTube

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum