Imprensa livre e independente
29 de janeiro de 2015, 12h36

Desemprego tem o menor nível desde 2002

Segundo dados do IBGE, 2014 registrou 4,8% de taxa de desemprego; desde que o instituto começou a registrar as taxas de emprego, em 2002, esta é a menor registrada

Segundo dados do IBGE, 2014 registrou 4,8% de taxa de desemprego; desde que o instituto começou a registrar as taxas de emprego, em 2002, esta é a menor registrada Por Redação De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (29), o ano de 2014 registrou uma taxa de desemprego de 4,8% que, de acordo com o estudo seriado do instituto, é o menor índice registrado desde 2002 pela Pesquisa Mensal de Emprego (PME). Em 2014, a média anual da população desocupada foi estimada em 1,176 milhão de pessoas, 10,8% inferior à média...

Segundo dados do IBGE, 2014 registrou 4,8% de taxa de desemprego; desde que o instituto começou a registrar as taxas de emprego, em 2002, esta é a menor registrada

Por Redação

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (29), o ano de 2014 registrou uma taxa de desemprego de 4,8% que, de acordo com o estudo seriado do instituto, é o menor índice registrado desde 2002 pela Pesquisa Mensal de Emprego (PME).

Em 2014, a média anual da população desocupada foi estimada em 1,176 milhão de pessoas, 10,8% inferior à média de 2013, que registrou 1,318 milhão. O índice de população ocupada teve um recuo de 0,1% em relação ao ano passado, passando de 23,116 milhões para 23,087 milhões de pessoas.

O nível de desemprego chegou a 4,3% no mês de dezembro de 2014, uma queda em relação ao mês de novembro, que registrou 4,8%, mesma taxa registrada no mês de novembro de 2013, mantendo o menor nível de toda a série histórica desde 2002.

Veja também:  Questionário para emprego em órgão federal pede opinião sobre "intenção de Bolsonaro"

Os dados utilizados pelo PME dizem respeito às regiões metropolitanas de Recife (PE), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ) e Porto Alegre (RS). O levantamento não inclui no cálculo de desemprego pessoas que não estão trabalhando, mas que não estão procurando emprego.

Para acessar o estudo na íntegra, clique aqui.

Foto: Guararema.gov

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum