AO VIVO
12 de Abril de 2015, 19h50

Dez fatos curiosos dos protestos de 12 de abril

Manifestantes frustrados por encontrarem cafeteria fechada por falta d’água, selfies com torturador da ditadura militar, protesto solitário... Confira estas e outras “pérolas” deste domingo

Manifestantes frustrados por encontrarem cafeteria fechada por falta d’água, selfies com torturador da ditadura militar, protesto solitário… Confira estas e outras “pérolas” deste domingo 

Por Redação 

1 – O protesto solitário

Em Paris, manifestante chega ao local marcado para o protesto e não encontra ninguém.

Foto: reprodução/Facebook

Foto: reprodução/Facebook

2 – Foi encerrar o protesto na cafeteria, mas faltou água

Manifestantes em São Paulo ficaram frustrados ao encontrar uma loja do Starbucks fechada por falta d’água.

Foto: reprodução/Facebook

Foto: reprodução/Facebook

3 – A musa do “Fora PT”

Também em São Paulo, uma manifestante resolveu fazer um ensaio sensual no meio do protesto. “Meu recado é Fora PT!”, disse.

Foto: reprodução/Facebook

Foto: reprodução/Facebook

4 – O protesto contra a jornalista da Globo

Foto: reprodução/Twitter

Foto: reprodução/Twitter

5 – Selfie com o torturador

Em São Paulo, manifestantes formaram fila para tirar uma foto com militar reformado Carlos Alberto Augusto, mais conhecido como “Vovô Metralha”.

Conhecido torturador do regime militar, Carlos participou, entre outros feitos, da operação que resultou no chamado Massacre da Chácara São Bento, ocorrido em 1973 em Pernambuco, quando seis militantes da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) foram executados.

Foto: Jornalistas Livres

Foto: Jornalistas Livres

6 – Discurso de ódio tem espaço garantido na TV  

Em meio à cobertura das manifestações pelo país, a Globo News resolveu abrir os seus microfones ao discurso raso e de ódio.

Durante uma passagem em São Paulo, por exemplo, a câmera ficou focada por mais de 5 minutos em um grupo que gritava para quem quisesse ouvir: “Lula cachaceiro, devolve meu dinheiro”.

7 – Justificativa da PM pela demora para divulgar números: protesto “espaçado”

De acordo com o capitão Emerson Massera, da PM, a manifestação na avenida Paulista estava muito “espaçada”, daí a dificuldade em divulgar um número de participantes.

paulista manifesta

Foto: Paulo Pinto

8 – “Obrigado, Polícia Militar”

A imagem fala por si só.

Foto: reprodução/Twitter

Foto: reprodução/Twitter

9 – Selfie com a tropa do braço

Outra que dispensa legenda.

Foto: NINJA

Foto: NINJA

10 – “Cadê o Aécio”?

Em Belo Horizonte, o principal convidado faltou ao ato que reuniu pouco mais de 2 mil pessoas. Os líderes, do alto de seus carros de som, perguntavam: “Cadê o Aécio?”

bh

Foto: Jornalistas Livres