Imprensa livre e independente
07 de dezembro de 2018, 19h21

Dia dos Direitos Humanos terá ato internacional pela liberdade de Lula no ABC

Mais de 80 movimentos sociais e lideranças políticas realizarão um grande ato no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde Lula se entregou há 8 meses, pela liberdade imediata do ex-presidente; conferêncis em São Paulo com políticos brasileiros, da América Latina e da Europa sobre democracia também terá a liberdade de Lula como tema principal

Lula livre (Foto: Ricardo Stuckert )
Passadas as eleições, e até como maneira de aglutinar a oposição ao governo Jair Bolsonaro, movimentos sociais e o PT estão totalmente focados na pauta “Lula livre”. Comitês nacionais e internacionais pela liberdade do ex-presidente, encarcerado há 8 meses em Curitiba por conta do controverso processo do “triplex do Guarujá”, estão organizando para a próxima segunda-feira (10), dia em que é comemorado os 70 anos de Declaração Universal dos Direitos Humanos, uma grande mobilização, no Brasil e no exterior, em prol da liberdade de Lula e pela democracia. As duas principais atividades ocorrerão em São Bernardo do Campo e em...

Passadas as eleições, e até como maneira de aglutinar a oposição ao governo Jair Bolsonaro, movimentos sociais e o PT estão totalmente focados na pauta “Lula livre”. Comitês nacionais e internacionais pela liberdade do ex-presidente, encarcerado há 8 meses em Curitiba por conta do controverso processo do “triplex do Guarujá”, estão organizando para a próxima segunda-feira (10), dia em que é comemorado os 70 anos de Declaração Universal dos Direitos Humanos, uma grande mobilização, no Brasil e no exterior, em prol da liberdade de Lula e pela democracia.

As duas principais atividades ocorrerão em São Bernardo do Campo e em São Paulo. Uma delas será um grande ato internacional no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a partir das 18h30, pela liberdade de Lula. Estarão presentes lideranças políticas brasileiras e internacionais, além dos mais de 80 movimentos sociais que compõem a Frente Brasil Popular.

O ato é parte de outra atividade maior que acontece entre segunda (10) e terça-feira (11): a Conferência Internacional em Defesa da Democracia, organizada pela Fundação Perseu Abramo. O ex-prefeito Fernando Haddad, a ex-presidenta Dilma Rousseff,  o eurodeputado português João Pimenta, o ex-chanceler argentino e deputado do Parlasul Jorge Taiana, o presidente da Frente Ampla do Uruguai, Javier Miranda, o ex-ministro grego Yanis Varoufakis, do Movimento Democracia na Europa 2025 (Diem 25) e a ativista norte-americana Angela Davis são alguns dos nomes confirmados para as mesas de debate que ocorrerão em um hotel na capital paulista.

Veja também:  “Bolsonaro é como o imperador Nero: incendeia todo o país”, afirma Lula

De acordo com a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, as atividades em prol da liberdade de Lula deverão se intensificar em dezembro, com grandes celebrações de Natal e Ano Novo em Curitiba, em frente à sede da Polícia Federal onde Lula está preso, e seguirão com atos, conferências e debates no Brasil e em inúmeras capitais pelo mundo onde comitês pró-Lula estão sendo formados.

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum