Imprensa livre e independente
04 de dezembro de 2018, 19h50

Diferente de Felipão, Tite diz que recusaria encontro da Seleção Brasileira com Bolsonaro

Dois dias após o presidente eleito ter participado da entrega do troféu do Campeonato Brasileiro ao Palmeiras, o técnicofoi perguntado se aceitaria um encontro parecido com Bolsonaro caso a Seleção Brasileira conquiste algum título; "Não, minha atividade não se mistura", disse

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
O técnico da Seleção Brasileira, Tite, sinalizou em entrevista coletiva concedida no Rio de Janeiro nesta terça-feira (4) que reprova o gesto do Palmeiras de ter convidado o presidente eleito Jair Bolsonaro para participar da entrega do troféu do Campeonato Brasileiro no último domingo (2). Perguntado se aceitaria um encontro parecido com Bolsonaro caso a Seleção conquiste algum título, Tite foi categórico: “Não, minha atividade não se mistura. Eu não me sinto confortável. Eu tenho opinião, mas não devo opinar. Sei da minha posição. Não quero misturar, não se mistura enquanto esporte. Da minha parte, não”, afirmou. Um jornalista foi...

O técnico da Seleção Brasileira, Tite, sinalizou em entrevista coletiva concedida no Rio de Janeiro nesta terça-feira (4) que reprova o gesto do Palmeiras de ter convidado o presidente eleito Jair Bolsonaro para participar da entrega do troféu do Campeonato Brasileiro no último domingo (2).

Perguntado se aceitaria um encontro parecido com Bolsonaro caso a Seleção conquiste algum título, Tite foi categórico: “Não, minha atividade não se mistura. Eu não me sinto confortável. Eu tenho opinião, mas não devo opinar. Sei da minha posição. Não quero misturar, não se mistura enquanto esporte. Da minha parte, não”, afirmou.

Um jornalista foi além e perguntou especificamente sobre a presença de Bolsonaro na comemoração do título do Palmeiras. O técnico da Seleção tentou se esquivar mas, novamente, indicou ter posição contrária ao gesto.

“Minha atividade não se mistura com política. Tenho opinião, mas não quero opinar. Você está fazendo uma pergunta onde já está implícita a resposta”, pontuou.

Leia também: Jogador do Palmeiras deixa Bolsonaro “no vácuo” durante premiação pelo título. Vídeo

Veja também:  É melhor Bolsonaro cair? Apostas, binarismos e incertezas

Bolsonaro não só compareceu ao estádio do Palmeiras para participar da entrega do título como entregou as medalhas aos jogadores e levantou o troféu de campeão. Ele ainda posou para fotos com jogadores fazendo seu tradicional sinal de arma com os dedos e chegou a receber uma continência do técnico Felipão. A presença do presidente eleito na comemoração causou revolta em parte da torcida.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum