20 de fevereiro de 2019, 19h13

Dilma critica proposta da Previdência: “Os mais prejudicados são os que ganham menos”

Ex-presidenta, porém, celebrou a derrota de Bolsonaro no Congresso Nacional: “A preservação da Lei de Acesso à Informação é uma vitória da verdade e da democracia, contra as trevas do arbítrio”

Foto: Agência Brasil
A ex-presidenta Dilma Rousseff criticou a proposta de reforma da Previdência Social apresentada pela equipe econômica de Jair Bolsonaro. Via Twitter, ela disse: “A reforma da previdência apresentada é 1 afronta. E impõe pesadas perdas aos mais pobres. Os + prejudicados são os que ganham menos, os que têm expectativa de vida + baixa, entram no mercado + cedo e em profissões que exigem + esforço físico”. A reforma da previdência apresentada é 1 afronta. E impõe pesadas perdas aos mais pobres. Os + prejudicados são os que ganham menos, os que têm expectativa de vida + baixa, entram no...

A ex-presidenta Dilma Rousseff criticou a proposta de reforma da Previdência Social apresentada pela equipe econômica de Jair Bolsonaro. Via Twitter, ela disse:

“A reforma da previdência apresentada é 1 afronta. E impõe pesadas perdas aos mais pobres. Os + prejudicados são os que ganham menos, os que têm expectativa de vida + baixa, entram no mercado + cedo e em profissões que exigem + esforço físico”.


Em contrapartida, Dilma celebrou a derrota de Bolsonaro no Congresso Nacional: “A preservação da Lei de Acesso à Informação é uma vitória da verdade e da democracia, contra as trevas do arbítrio que o governo Bolsonaro tenta nos impor”.

“A derrubada do decreto que desfigurava a Lei de Acesso à Informação, criada por Lula e sancionada por mim em 2012, preserva o dever de transparência do estado e o direito do povo à informação pública”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.