Imprensa livre e independente
09 de novembro de 2016, 18h16

Dilma parabeniza Hillary por aceitar derrota e não articular processo de impeachment

A ex-presidenta parabenizou Hillary que “mesmo tendo maioria nas urnas, aceitou as regras da disputa eleitoral” e não “articulou um processo golpista de impeachment”. Por Redação A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) usou seu perfil no Twitter para comentar o resultado das eleições dos Estados Unidos e aproveitou para mandar uma indireta para seus opositores. A petista parabenizou Hillary que “mesmo tendo maioria nas urnas, aceitou as regras da disputa eleitoral” e não “articulou um processo golpista de impeachment”. “A democracia é um sistema que prevê ganhadores e perdedores nas eleições diretas”, escreveu Dilma. “Na democracia o que importa é o...

A ex-presidenta parabenizou Hillary que “mesmo tendo maioria nas urnas, aceitou as regras da disputa eleitoral” e não “articulou um processo golpista de impeachment”.

Por Redação

A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) usou seu perfil no Twitter para comentar o resultado das eleições dos Estados Unidos e aproveitou para mandar uma indireta para seus opositores. A petista parabenizou Hillary que “mesmo tendo maioria nas urnas, aceitou as regras da disputa eleitoral” e não “articulou um processo golpista de impeachment”.

“A democracia é um sistema que prevê ganhadores e perdedores nas eleições diretas”, escreveu Dilma. “Na democracia o que importa é o respeito às regras do jogo”, completou.

tweet

Dilma acusou Aécio Neves e o PSDB de não aceitarem o resultado das eleições de 2014 e articularem um processo de impeachment irregular que culminou com a sua saída do cargo de Presidenta da República no dia 31 de agosto de 2016.

Veja aqui os tweets de Dilma:

Veja também:  Em inglês, Paulo Coelho anuncia que vai denunciar "insanidades" do Brasil ao mundo

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum