COMPRE JÁ
08 de Março de 2018, 11h32

Diretor de Hospital dos Servidores do Rio é acusado de ameaçar aprovado em exame para favorecer o filho

O médico mandou mensagem ao aprovado: “sinceramente, a sua vinda para cá significaria o lugar do meu filho e o ambiente não seria bom para você”. Veja aqui

Atualizado às 13h30

O chefe do serviço de cirurgia plástica do Hospital Federal dos Servidores do Estado (HFSE), Domingos Quintella De Paola, é acusado de enviar mensagem de texto direto do seu celular ameaçando Pablo Costa, que conseguiu melhor colocação que seu filho Domingos De Paola Neto, em um concurso na entidade que dirige.

Reprodução da mensagem do Dr. Domingos

Na mensagem, Domingos “sugere” que ele desista do cargo, “pois, sinceramente, a sua vinda para cá significaria o lugar do meu filho e o ambiente não seria bom para você e muito menos para a sua formação”.

Domingos encerra o email de forma ainda mais objetiva: “Desculpe a sinceridade mas é melhor assim melhor antes do que quando for irreversível. Seria uma situação insustentável” (Sic).

Detalhe da conta do Facebook de Domingos que foi retirada da rede. À direita o seu filho, Domingos Neto

Pablo Costa fez um boletim de ocorrência relatando a situação na noite de quarta-feira (7) e seguiu, na manhã desta quinta-feira (8), para o HFSE, onde ocorreu o leilão dos cargos. Lá ele foi o indicado, numa sessão marcada pela indignação de vários colegas de Domingos Quintella.

A Fórum tentou localizar tanto Domingos Quintella quanto o seu filho, Domingos De Paola, mas até o fechamento da matéria não conseguiu resposta. Domingos Quintella não compareceu ao leilão e retirou o seu perfil do Facebook.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica se  manifestou em nota oficial. Diz que já notificou o Departamento de Defesa Profissional e a Comissão Nacional de Residência Médica. Pede providências “institucionais e legais”. Leia abaixo:

Nota oficial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica