Imprensa livre e independente
03 de janeiro de 2019, 09h36

Discípulo de Olavo de Carvalho é confirmado como secretário de Alfabetização do governo Bolsonaro

Crítico de Paulo Freire, Carlos Nadalim mantém um site em que diz ter ensinado 1.630 pais a alfabetizarem seus filhos em casa.

Reprodução
Coordenador pedagógico na escola Mundo do Balão Mágico, em Londrina, e responsável por ensinar 1.630 pais pela internet a alfabetizarem seus filhos, Carlos Nadalim assumirá a secretária de Alfabetização no Ministério da Educação do governo Jair Bolsonaro (PSL) com o objetivo de “libertar mentes escravas das ideias de dominação socialista” e “preparar cidadãos para o mercado de trabalho”. A informação foi confirmada pelo próprio Bolsonaro, que compartilhou um tuíte que menciona a nomeação. “O secretário de alfabetização será o Carlos Nadalim. Para quem não o conhece, é dono da página “Como Educar Seus Filhos”, e especializado em educação domiciliar”, diz...

Coordenador pedagógico na escola Mundo do Balão Mágico, em Londrina, e responsável por ensinar 1.630 pais pela internet a alfabetizarem seus filhos, Carlos Nadalim assumirá a secretária de Alfabetização no Ministério da Educação do governo Jair Bolsonaro (PSL) com o objetivo de “libertar mentes escravas das ideias de dominação socialista” e “preparar cidadãos para o mercado de trabalho”.

A informação foi confirmada pelo próprio Bolsonaro, que compartilhou um tuíte que menciona a nomeação. “O secretário de alfabetização será o Carlos Nadalim. Para quem não o conhece, é dono da página “Como Educar Seus Filhos”, e especializado em educação domiciliar”, diz o tuíte.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Nadalim diz que hoje “há um desprezo da técnica na educação” e culpa as propostas do pedagogo Paulo Freire por isso.

Veja também:  Manifestação racha empresários bolsonaristas: "Vimos hashtags sobre invadir o Congresso ou fechar o STF"

“Paulo Freire chama isso de tecnicismo e diz que ele desvincula o educando de seu contexto. Ele faz uma defesa ideológica do fim da alfabetização, porque ele quer que a criança tome consciência de classe. Para ele você precisa ensinar a criança a linguagem porque ela é dominada pela classe dominante que impõe seu discurso. Mas a alfabetização não é isso. Alfabetização é uma técnica para ela decodificar e reconhecer palavras e é isso o que eu quero: que a criança leia para compreender textos”, disse, em entrevista ao site Sempre Família.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Defensor da educação em casa – um conceito difundido como Homeschooling, especialmente nos Estados Unidos -, Nadalim diz que a “letargia do Estado” está levando muitos pais a educar os próprios filhos.

“É preciso que o Estado brasileiro assuma o seu papel subsidiário na Educação, respeitando o protagonismo das famílias na educação dos filhos e facilitando a livre iniciativa da sociedade no âmbito educacional e escolar. O número de pais que estão decidindo educar e instruir seus filhos em casa, de famílias descontentes com a letargia de um Estado que se recusa a ouvir o clamor da ciência e a necessidade da população é grande”, afirmou na mesma entrevista.

Veja também:  Milícia bolsonarista nas redes faz MBL perder mais de 50 mil seguidores

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Em artigo em eu site, que faz críticas ao sistema de ensino no Brasil, Nadalim chama Olavo de Carvalho de “meu professor”. O futuro secretário de Alfabetização ainda fez entrevistas ao vivo com Olavo e participou de videos no youtube do canal do guru intelectual da família Bolsonaro.

“Eu vou ser sincero, desde que era pequeno sempre odiei literatura infantil, porque as histórias são bobocas. “A borboletinha que se apaixonou pelo hipopótamo”, essas coisas são perfeitamente idiotas. Quando era pequeno, lia muita revista em quadrinhos, Mickey, Pato Donald, e aprendi a ler sozinho com 5 anos”, disse Olavo na entrevista a Nadalim.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum