Blog do Mouzar

12 de dezembro de 2013, 13h12

Ditados revistos

Andei pensando em alguns ditados que são muito levados a sério, e acho que alguns deles merecem umas observações. Então fiz alguns adendos a eles. Aí vão:

 

Semeei ventos, mas a safra foi ruim, só colhi brisas.

 

Devagar, fui longe. Mas voltei depressa.

 

Veio um cão latindo, pensei: esse não morde. Mas ele parou de latir…

 

Filho de peixe é peixinho, e eu uso como isca de peixe grande.

 

Quem não arrisca, não petisca. Arrisquei, mas não petisquei.

 

Mão fria, coração quente. Mas com a defunta isso não funcionou.

 

Chuva não quebras osso, mas o sujeito escorregou no barro, caiu e quebrou o braço.

 

Ele disse que estava com a pulga atrás da orelha. Recomendei inseticida…

 

Quem não deve não teme. Mas geralmente é quem paga.

 

De pensar morreu um burro. De não pensar morrem muitos.

 

Tudo o que cai na rede, é peixe. Mas tinha um mergulhador…

 

A gente está na mesma canoa. Mas alguns querem que só os outros remem.

Veja também:  Ele não seguia regras...

 

Vergonha é roubar e não poder carregar. Mas levando parte do roubo já é lucro.

 

Nunca tinha comido melado, usei babador, não me lambuzei.

 

O que é do “home” o bicho não come. Os ratos não acreditam nisso.

 

No frigir dos ovos é que a manteiga chia. Mas eu uso óleo pra fritar ovo.

 

Em pé de pobre é que o sapato aperta. Por isso eu uso sandália.

 

Apressado come cru. Mas mesmo quando não tenho pressa como abacate é cru mesmo.

 

A aranha vive do que tece. Já o dono de indústria têxtil vive do que os outros tecem.

 

Só se sente falta d’água quando o pote está vazio. Não quem tem uma mina no quintal.

 

Mulher de bigode, nem o diabo pode. Mesmo fazendo depilação?

 

Tamanho não é documento? Veja o que dá uma batida de carro pequeno contra carreta!

 

Quem dorme com criança amanhece molhado. Mas pode ser pior, amanhecer cagado.

Veja também:  Ele não seguia regras...

 

Peixe e visita, depois de três dias fedem. Peixe a gente ainda tem a opção do congelador…

 

Quem tem telhado de vidro não atira pedra no vizinho. Mas eu morei numa casa térrea e o vizinho tinha telhado de vidro na cobertura de um prédio…

 

O fulano chegou aqui com uma mão na frente e a outra atrás. Já eu cheguei com uma mão no lado direito e outra no lado esquerdo.

 

Palavra de rei não volta atrás. Mas ele não cumpre…

 

Um ditado que virou praticamente um lema é “Não desista nunca do seu sonho”. Este, o Barão de Itararé se encarregou de fazer um complemento. Ficou assim: “Não desista nunca do seu sonho. Se acabou numa padaria, procure em outra”.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum