Imprensa livre e independente
24 de outubro de 2017, 22h18

Divulgação de filme de Gentili é alvo de investigação do MP paulista

Inquérito analisa as peças de divulgação do filme, que omitem a classificação indicativa com a frase “O pior aluno da escola nunca verifica a classificação indicativa”. Obra faz piada com pedofilia e bullying Por Redação O Ministério Público de São Paulo abriu um inquérito, no último dia 11 (a investigação foi revelada nesta terça-feira, 24, pela jornalista Mônica Bergamo), para investigar peças de divulgação do filme de Danilo Gentili, “Como se tornar o pior aluno da escola”, que estreou no último dia 12. De acordo com o MP, parte da divulgação do filme omite a classificação indicativa e, no lugar,...

Inquérito analisa as peças de divulgação do filme, que omitem a classificação indicativa com a frase “O pior aluno da escola nunca verifica a classificação indicativa”. Obra faz piada com pedofilia e bullying

Por Redação

O Ministério Público de São Paulo abriu um inquérito, no último dia 11 (a investigação foi revelada nesta terça-feira, 24, pela jornalista Mônica Bergamo), para investigar peças de divulgação do filme de Danilo Gentili, “Como se tornar o pior aluno da escola”, que estreou no último dia 12.

De acordo com o MP, parte da divulgação do filme omite a classificação indicativa e, no lugar, consta a frase: “O pior aluno da escola nunca verifica a classificação indicativa”.

O filme é baseado no livro homônimo de Gentili, que tem classificação indicativa de 18 anos. A obra cinematográfica, no entanto, recebeu a classificação de 14 anos.

“Como se tornar o pior aluno da escola” vem levantando polêmica por, em mais de uma cena, fazer piada com bullying e pedofilia.

 

 

Veja também:  Xirê de Vibrafone, de Ricardo Valverde, nos abençoa com o jazz dos terreiros

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum