Imprensa livre e independente
26 de setembro de 2016, 18h58

Dória diz que mulheres “têm natural propensão para a área das artes, cultura e do lazer”

A fala se deu como resposta a uma pergunta sobre quais as políticas para mulheres que estariam presentes em seu programa de governo. O candidato tucano ainda disse que as mulheres vão ocupar cargos na área de assistência social porque “elas têm mais sensibilidade” para essas questões. Assista ao vídeo Por Redação O candidato à Prefeitura de São Paulo, João Dória Jr. (PSDB), disse durante o debate realizado pela TV Record neste domingo (25) que as mulheres “têm uma natural propensão para as atividades das artes, da cultura e do lazer”. “Quero voltar a mencionar também que a economia criativa, as...

A fala se deu como resposta a uma pergunta sobre quais as políticas para mulheres que estariam presentes em seu programa de governo. O candidato tucano ainda disse que as mulheres vão ocupar cargos na área de assistência social porque “elas têm mais sensibilidade” para essas questões. Assista ao vídeo

Por Redação

O candidato à Prefeitura de São Paulo, João Dória Jr. (PSDB), disse durante o debate realizado pela TV Record neste domingo (25) que as mulheres “têm uma natural propensão para as atividades das artes, da cultura e do lazer”.

“Quero voltar a mencionar também que a economia criativa, as mulheres tem uma natural propensão para as atividades das artes, da cultura, do lazer onde gerando emprego, elas podem ter renda e melhorar sua condição de vida. É assim que nós vamos fazer a política da mulher”, afirmou o tucano ao responder uma pergunta de Marta Suplicy (PMDB) sobre quais políticas voltadas às mulheres estariam em seu programa.

Na tréplica da pergunta, João Dória ainda explicou que as mulheres vão ocupar cargos na área de assistência social porque “elas têm mais sensibilidade” para essas questões.

Veja também:  Chapa Freixo (PSOL) e Benedita da Silva (PT) ganha força no Rio de Janeiro

“Vou valorizar muito a presença da mulher na gestão pública. Eu tenho dito e repetido isso, sobretudo nas programas de assistência social, os programas serão liderados por mulheres. As mulheres têm mais sensibilidade, mais capacidade, as mulheres são mais determinadas nesses programas”, completou.

A candidata Luiza Erundina (PSOL) rebateu as declarações do tucano em sua página do Facebook e disse que “as mulheres não são peças secundárias, elas querem e podem exercer o poder”.

“Uma visão elitista, machista e preconceituosa sobre o papel da Mulher no governo e na gestão das políticas públicas. Primeiro porque a assistência social é um direito e não deve depender de sensibilidades. Segundo, porque as mulheres não são peças secundárias, como quer o lobista tucano, elas querem e podem exercer o poder”, escreveu.

Essa não é a primeira vez que o candidato João Dória faz uma declaração polêmica à respeito das mulheres. No dia 18 de agosto, o tucano disse que quer extinguir as secretarias de mulheres, LGBT, Negros e de Pessoas com Deficiência.

“Tudo isso é custo. Para quê? Gerar status? Prefiro gerar política pública”, disse o candidato à época.

Veja também:  Ato pela educação na avenida Paulista já reúne mais de 250 mil pessoas, diz organização

O trecho da fala de Dória encontra-se entre 1h19min e 1h21min do vídeo abaixo:

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum