Imprensa livre e independente
06 de dezembro de 2018, 14h53

Doria “importa” quinto ministro de Michel Temer para seu governo em São Paulo

Das 20 secretarias prometidas por Doria - ante as 25 atuais -, 25% já estão preenchidas com nomes que trabalham atualmente no governo golpista de Michel Temer no Planalto.

Reprodução
O governador eleito João Doria (PSDB) anunciou nesta quinta-feira (6) o quinto ministro do presidente Michel Temer (MDB) como secretário de sua gestão a partir de 2019. Atual ministro do Turismo, Vinícius Lummertz será secretário da pasta correspondente no governo de São Paulo. Leia também: Vencedores do ‘Brasileiros do Ano’ homenageiam Lula em cerimônia; Doria se irrita Das 20 secretarias prometidas por Doria – ante as 25 atuais -, 25% já estão preenchidas com nomes que trabalham atualmente no governo golpista de Michel Temer no Planalto. Ainda falta anunciar os secretários da Fazenda, dos Esportes e de Administração Penitenciária. Fórum precisa...

O governador eleito João Doria (PSDB) anunciou nesta quinta-feira (6) o quinto ministro do presidente Michel Temer (MDB) como secretário de sua gestão a partir de 2019. Atual ministro do Turismo, Vinícius Lummertz será secretário da pasta correspondente no governo de São Paulo.

Leia também: Vencedores do ‘Brasileiros do Ano’ homenageiam Lula em cerimônia; Doria se irrita

Das 20 secretarias prometidas por Doria – ante as 25 atuais -, 25% já estão preenchidas com nomes que trabalham atualmente no governo golpista de Michel Temer no Planalto. Ainda falta anunciar os secretários da Fazenda, dos Esportes e de Administração Penitenciária.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Além de Lummertz, Dória importou para sua gestão no Palácio dos Bandeirantes os ministros Gilberto Kassab (Casa Civil), Rossieli Soares (Educação), Sérgio Sá Leitão (Cultura) e Alexandre Baldy (Transportes Metropolitanos).

Além de Lummertz, Doria também anunciou Patricia Ellen e Celia Parnes como secretárias de Desenvolvimento Econômico e de Desenvolvimento Social, respectivamente.

Veja também:  Carlos Bolsonaro sobre demissão de Levy: "A culpa não foi minha dessa vez, cambada de fdp?"

Ellen é formada em administração de empresas pela FEA-USP, e é presidente da Optum no Brasil, empresa de tecnologia em saúde do grupo United Health, comandado pelo médico Cláudio Lottenberg, aliado de Doria.

Parnes também é formada em administração de empresas pela FEA-USP e foi presidente da Unibes (União Brasileiro-Israelita de Bem Estar Social). Ela é casada com Bernardo Parnes, ex-presidente do Deutsche Bank na América Latina, citado na coletiva de imprensa pelo governador eleito.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum