Seja Sócio Fórum
23 de março de 2019, 17h25

Dramaturgia brasileira perde o autor, diretor e ator Domingos de Oliveira

Filmes como “Todas as mulheres do mundo”, “Separações” e “Barata Ribeiro, 716” integram a vasta produção do artista

Foto: Divulgação
O autor, diretor, dramaturgo e ator Domingos Oliveira morreu neste sábado (23), no Rio de Janeiro, aos 83 anos. Um dos principais nomes do cinema, teatro e televisão no Brasil, ele estava em casa, no Leblon, quando se sentiu mal e não resistiu. Com vasta produção, especialmente no cinema, Domingos sofreu uma queda de pressão, seguida por intensa falta de ar. Uma ambulância foi chamada, mas não houve tempo. Entre a intensa e extensa obra de Domingos constam filmes antológicos, como “Todas as mulheres do mundo” (1966), “Separações” (2002) e “Barata Ribeiro, 716” (2016), entre muitos outros. O velório acontece...

O autor, diretor, dramaturgo e ator Domingos Oliveira morreu neste sábado (23), no Rio de Janeiro, aos 83 anos. Um dos principais nomes do cinema, teatro e televisão no Brasil, ele estava em casa, no Leblon, quando se sentiu mal e não resistiu.

Com vasta produção, especialmente no cinema, Domingos sofreu uma queda de pressão, seguida por intensa falta de ar. Uma ambulância foi chamada, mas não houve tempo.

Entre a intensa e extensa obra de Domingos constam filmes antológicos, como “Todas as mulheres do mundo” (1966), “Separações” (2002) e “Barata Ribeiro, 716” (2016), entre muitos outros.

O velório acontece neste sábado, no Planetário da Gávea, na Zona Sul do Rio. Inúmeros amigos preparam uma homenagem musical, na qual está prevista a reprodução de canções marcantes de peças e filmes realizados por ele.

“Actor’s Studio”

Domingos nasceu no Rio de Janeiro em 28 de setembro de 1935. Ingressou na Globo em 1963. Quando jovem, pensou em seguir a carreira de engenheiro.

Entretanto, depois de fazer um curso com um diretor da tradicional escola norte-americana de teatro “Actor’s Studio”, sua vida seguiu o caminho da arte.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum