Seja Sócio Fórum
17 de maio de 2018, 10h35

Dramaturgia perde o talento de Eloísa Mafalda aos 93 anos

Atriz interpretou papéis marcantes, como a Dona Nenê, na primeira versão do programa “A Grande Família”, criado e dirigido por Oduvaldo Vianna Filho

Foto: Divulgação/TV Globo Morreu na noite desta quarta-feira, aos 93 anos, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, a atriz Eloísa Mafalda. Ela vinha lutando há alguns anos contra problemas respiratórios. O corpo vai ser velado em Jundiaí, São Paulo, cidade onde nasceu. De acordo com o G1, em seu vasto currículo, Eloísa encenou dezenas de novelas, incluindo “Mulheres de areia”, “Pedra sobre Pedra”, “Saramandaia”, entre muitas outras. A atriz nasceu em setembro de 1924, deixa dois filhos, dois netos e dois bisnetos, e seu nome real é Mafalda Theoto. Eloísa Mafalda interpretou papéis marcantes na TV Globo, como a Dona...

Foto: Divulgação/TV Globo

Morreu na noite desta quarta-feira, aos 93 anos, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, a atriz Eloísa Mafalda. Ela vinha lutando há alguns anos contra problemas respiratórios. O corpo vai ser velado em Jundiaí, São Paulo, cidade onde nasceu. De acordo com o G1, em seu vasto currículo, Eloísa encenou dezenas de novelas, incluindo “Mulheres de areia”, “Pedra sobre Pedra”, “Saramandaia”, entre muitas outras. A atriz nasceu em setembro de 1924, deixa dois filhos, dois netos e dois bisnetos, e seu nome real é Mafalda Theoto.

Eloísa Mafalda interpretou papéis marcantes na TV Globo, como a Dona Nenê, na primeira versão da série “A Grande Família”, criada e dirigida por Oduvaldo Vianna Filho, na década de 70. Em 1982, foi a Dona Mariana, também da primeira versão da novela “Paraíso”. Em 1985, fez grande sucesso vivendo a beata Dona Pombinha, na novela “Roque Santeiro”. Em 1992, foi Gioconda Pontes em “Pedra sobre Pedra”.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum