Imprensa livre e independente
09 de fevereiro de 2012, 14h27

É bom demais ver o número 100 lá na capa

Por Revista Fórum   Esta é a edição número 100 da Fórum. Não dá para fazer de conta que isso não é relevante para uma revista independente. É um fato e tanto. Pouquíssimas publicações com as características da Fórum chegaram à edição 100. Mas este não será o único número simbólico deste ano. Em setembro, a revista completa dez anos de distribuição nacional. A história da Fórum já foi contada algumas vezes por aqui, mas não custa lembrar que ela nasceu para registrar o 1º Fórum Social Mundial e que não tinha nenhuma pretensão de ser periódica. O que hoje...

Por Revista Fórum

 

Esta é a edição número 100 da Fórum. Não dá para fazer de conta que isso não é relevante para uma revista independente. É um fato e tanto. Pouquíssimas publicações com as características da Fórum chegaram à edição 100.

Mas este não será o único número simbólico deste ano. Em setembro, a revista completa dez anos de distribuição nacional.

A história da Fórum já foi contada algumas vezes por aqui, mas não custa lembrar que ela nasceu para registrar o 1º Fórum Social Mundial e que não tinha nenhuma pretensão de ser periódica. O que hoje chamamos de número zero, saiu em abril de 2001. E como a venda de cotas de exemplares foi muito além das expectativas, decidimos encarar o desafio de fazer uma publicação regular.

Por três anos, foi bimestral. Depois se tornou mensal.

Gostamos muito de fazer a Fórum, mas não podemos dizer que fazemos a revista dos nossos sonhos. Ela poderia ser muito melhor se nossa estrutura não fosse tão precária.
Mas, ao mesmo tempo, ela é muito mais interessante do que poderia ser se ficássemos nos limitando a nossa precariedade.

Veja também:  Lula faz questão de falar da Venezuela a Glenn e manda recado a Trump: Ele que cuide dos EUA

Entre outras coisas, a revista foi à Palestina entrevistar Yasser Arafat, cobriu a queda de Mubarak no Egito, o golpe contra Chávez na Venezuela, reportou o movimento de cocaleiros que levou Evo Morales ao poder, esteve presente no acampamento das Farc na Colômbia e, em todas as edições do FSM (dentre elas, as realizadas na Índia, no Quênia e no Senegal), estava lá. Além disso, participou de quase todos os movimentos de democratização da comunicação nesse período e divulgou movimentos em defesa de direitos, tanto no Brasil como em outras partes do mundo.

Por essas e outras é que dá para dizer que é muito bom fazer um veículo de comunicação livre e independente.

E é muito bom também porque sabemos que, mesmo não falando com milhões, os nossos milhares de leitores são muito especiais.

São líderes e formadores de opinião, que estão em todas as partes do Brasil ajudando a construir um país mais democrático e justo.
E isso não é pouca coisa.

Veja também:  Venezuela: “Um golpe contínuo”

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum