20 de janeiro de 2019, 13h51

“É preciso dizer que o caso Flávio Bolsonaro não tem nada a ver com o governo”, diz Mourão

De acordo com o general, que vai assumir interinamente a presidência, é preciso esperar o andamento das investigações antes de se tirar conclusões

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil Integrantes do governo continuam buscando se distanciar do escândalo que envolve Flávio Bolsonaro e seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, em relação a movimentações financeiras milionárias, denunciado pelo Coaf. A tentativa mais recente foi do general Hamilton Mourão, vice-presidente de Jair Bolsonaro. “É preciso dizer que o caso Flávio Bolsonaro não tem nada a ver com o governo”, afirmou, em entrevista a Rodrigo Viga Gaier, da Reuters. Mourão assume a presidência da República enquanto Bolsonaro participa do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar...

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Integrantes do governo continuam buscando se distanciar do escândalo que envolve Flávio Bolsonaro e seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, em relação a movimentações financeiras milionárias, denunciado pelo Coaf. A tentativa mais recente foi do general Hamilton Mourão, vice-presidente de Jair Bolsonaro.

“É preciso dizer que o caso Flávio Bolsonaro não tem nada a ver com o governo”, afirmou, em entrevista a Rodrigo Viga Gaier, da Reuters. Mourão assume a presidência da República enquanto Bolsonaro participa do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

De acordo com o general, é preciso esperar o andamento das investigações antes de se tirar conclusões.

Maia

Mourão também fez elogios ao atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que tenta a reeleição.

Maia conseguiu apoio de vários partidos, incluindo o PSL de Bolsonaro, e teria a simpatia de integrantes da equipe econômica do governo, até mesmo do ministro da Economia, Paulo Guedes.

“O Rodrigo Maia tem noção do tamanho do problema (do país)”, declarou o general.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais