Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

12 de março de 2019, 13h10

“É preciso responsabilizar quem mandou apertar o gatilho”, defende PSOL sobre caso Marielle

Para o PSOL a prisão dos suspeitos de assassinarem a vereadora Marielle Franco é o primeiro passo para chegar aos mandantes do crime

Foto: George Marques

Após a prisão dos suspeitos de terem assassinado a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, em coletiva no Salão Verde da Câmara a bancada de deputados do PSOL cobrou das autoridades investigação sobre os mandantes do crime.

“Não há domínio de territórios no Brasil sem o Estado, então esse mesmo Estado precisa devolver para nós uma resposta sobre o que aconteceu e quem mandou Marielle Franco”, afirmou ao blog a federal Talíria Petrone.

Na véspera de completar um ano de sua morte, policiais da Divisão de Homicídios e promotores do Ministério Público estadual do Rio prenderam nesta manhã o policial militar reformado Ronnie Lessa, 48 anos, e o ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz, de 46 anos, apontados como suspeitos pelos assassinatos da vereadora e do motorista Anderson Gomes.

Petrone reforçou a necessidade de saber quem autorizou para apertar o gatilho. “Essa é a forma de ter alguma responsabilidade, de se restabelecer a luta por democracia no Brasil. Em especial no Rio de Janeiro, dominado por milícias, que elegem parlamentares e dominam território pra ter poder político e econômico”.

Veja abaixo a fala completa da deputada: