Imprensa livre e independente
20 de dezembro de 2015, 19h07

Eleições na Espanha: Primeiros resultados apontam vitória para partido de Rajoy

Com 11,34% dos votos apurados, a legenda governista PP tem 26,3% (118 cadeiras no Congresso), seguido pelo PSOE, com 23,08% (97 cadeiras)

Com 11,34% dos votos apurados, a legenda governista PP tem 26,3% (118 cadeiras no Congresso), seguido pelo PSOE, com 23,08% (97 cadeiras) Por Opera Mundi O governista PP (Partido Popular), do primeiro-ministro, Mariano Rajoy, aparece na liderança no primeiro boletim de apuração das eleições gerais deste domingo (20/12), mas sem obter maioria necessária para formar governo sem a necessidade de pactos, reportou a Agência Efe. Com 11,34% dos votos apurados, o PP tem 26,3% (118 cadeiras no Congresso), seguido pelo partido que o antecedeu no governo, o socialista PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol), com 23,08% (97 cadeiras). Os primeiros dados...

Com 11,34% dos votos apurados, a legenda governista PP tem 26,3% (118 cadeiras no Congresso), seguido pelo PSOE, com 23,08% (97 cadeiras)

Por Opera Mundi

O governista PP (Partido Popular), do primeiro-ministro, Mariano Rajoy, aparece na liderança no primeiro boletim de apuração das eleições gerais deste domingo (20/12), mas sem obter maioria necessária para formar governo sem a necessidade de pactos, reportou a Agência Efe.

Com 11,34% dos votos apurados, o PP tem 26,3% (118 cadeiras no Congresso), seguido pelo partido que o antecedeu no governo, o socialista PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol), com 23,08% (97 cadeiras).

Os primeiros dados oficiais apontam para a formação de um parlamento muito fragmentado, no qual a coalizão de esquerda Podemos teria 63 cadeiras, e o partido liberal Ciudadanos outras 27.

Os colégios eleitorais abriram as portas às 9h (horário local, 6h em Brasília) e fecharam às 20h (17h) . Ao longo do dia, 36,5 milhões de pessoas aptas a votar foram convocadas para escolher todos os 350 deputados do Congresso e 208 senadores.

Veja também:  Marco Aurélio Mello ironiza manifestações favoráveis a Bolsonaro e compara situação a Collor

Para se obter maioria absoluta no Congresso, é preciso conquistar 176 assentos.

Essas eleições são consideradas as mais acirradas desde 1982 e marca o fim do bipartidarismo entre PP e e o PSOE, característica presente nos últimos pleitos do país.

Foto: EPA/SERGIA BARRENECHEA

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum