Imprensa livre e independente
11 de abril de 2019, 09h51

Em agenda intensa com banqueiros nos EUA, Guedes diz que “sem barulho, já vendemos US$ 12 bi”

Em evento da XP Investimentos em Nova York, Guedes chamou impostos de "merda" (shit) e voltou a dizer que precisa de R$ 1 trilhão para fazer a transição para um sistema privado de Previdência no Brasil

Paulo Guedes (Divulgação/ Ministério da Economia)
Cumprindo agenda intensa nos Estados Unidos com banqueiros e agentes do sistema financeiro internacional nos Estados Unidos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na noite desta quarta-feira (10) que a meta de privatização em 30% a 40% será “facilmente” cumprida e ressaltou que “discretamente, sem fazer barulho, já vendemos US$ 12 bilhões”. Ao estilo Jair Bolsonaro (PSL), Guedes usou a palavra “merda” em inglês (shit) para definir impostos brasileiros, como PIS/Cofins, prometendo baixá-los. “PIS, Cofins, CSLL: nomes malucos para a mesma merda”, disse durante evento para agentes do sistema financeiro promovido pela XP Investimentos em Nova York para comemorar...

Cumprindo agenda intensa nos Estados Unidos com banqueiros e agentes do sistema financeiro internacional nos Estados Unidos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na noite desta quarta-feira (10) que a meta de privatização em 30% a 40% será “facilmente” cumprida e ressaltou que “discretamente, sem fazer barulho, já vendemos US$ 12 bilhões”.

Ao estilo Jair Bolsonaro (PSL), Guedes usou a palavra “merda” em inglês (shit) para definir impostos brasileiros, como PIS/Cofins, prometendo baixá-los. “PIS, Cofins, CSLL: nomes malucos para a mesma merda”, disse durante evento para agentes do sistema financeiro promovido pela XP Investimentos em Nova York para comemorar os primeiros 100 dias do governo Bolsonaro.

Guedes classificou como “ignorância” e “egoísmo” a resistência à sua proposta de reforma da Previdência e ressaltou, mais uma vez, que precisa de R$ 1 trilhão para fazer a transição para um sistema privado, aos moldes do que foi feito no Chile, que hoje paga menos de um salário mínimo para 80% dos aposentados.

“É claro que existe um custo para fazer a transição para esse sistema. Mas, se firzermos uma reforma da Previdência poderosa fiscalmente, (teremos recurso) para fazer a transição. Caso contrário, não faremos”, disse.

Veja também:  Em primeira manifestação sobre vazamentos, Bolsonaro defende Moro: "o que ele fez não tem preço”

Agenda com banqueiros
Nesta quinta-feira (11), Guedes terá reunião com o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steve Mnuchin, com o ministro de finanças da China, Liu Kin, além de encontrar representantes do setor de investimentos do banco JP Morgan. O ministro ainda cumpre agenda com presidentes dos Bancos Centrais dos BRICs e do G20, além de uma reunião privada com ministros de finanças sobre a Venezuela.

Com informações do Valor Econômico e Infomoney

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum