Imprensa livre e independente
29 de setembro de 2018, 11h46

Em Berlim, centenas de mulheres já estão reunidas contra Bolsonaro

A Alemanha é um dos países do mundo que mais sofreu ao longo de sua história com o regime autoritário de Adolf Hitler

Berlim contra Bolsonaro. Foto: Reprodução
O músico e engenheiro eletrônico Pardal Freudenthal, que vive em Berlim há mais de trinta anos, fez uma transmissão ao vivo, direto da cidade, na beira do rio Spree, na May-Ayim-Ufer, onde já se podem ver centenas de mulheres e homens com faixas e cartazes contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). A Alemanha é um dos países do mundo que mais sofreu ao longo de sua história com o regime autoritário do partido Nacional Socialista, liderado por Adolf Hitler. A chegada ao poder de Hitler, no ano de 1934, através de eleições, desembocou na Segunda Guerra Mundial e, consequentemente, em...

O músico e engenheiro eletrônico Pardal Freudenthal, que vive em Berlim há mais de trinta anos, fez uma transmissão ao vivo, direto da cidade, na beira do rio Spree, na May-Ayim-Ufer, onde já se podem ver centenas de mulheres e homens com faixas e cartazes contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

A Alemanha é um dos países do mundo que mais sofreu ao longo de sua história com o regime autoritário do partido Nacional Socialista, liderado por Adolf Hitler. A chegada ao poder de Hitler, no ano de 1934, através de eleições, desembocou na Segunda Guerra Mundial e, consequentemente, em um dos momentos mais sangrentos da história da humanidade, com o extermínio de seis milhões de judeus.

Acompanhe a transmissão aqui

Veja também:  Joice Hasselmann revela porões do PSL e acusa Carla Zambelli de nepotismo cruzado: "Também é corrupção"

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum