Seja Sócio Fórum
31 de janeiro de 2018, 16h15

Em caso semelhante ao de Lula, STJ manda prender agente da PF

Advogados argumentam que seria necessário esgotar todas as possibilidades de recurso. O ministro do STJ, Humberto Martins, entendeu que cabe o cumprimento antecipado da condenação

Advogados argumentam que seria necessário esgotar todas as possibilidades de recurso. O ministro do STJ, Humberto Martins, entendeu que cabe o cumprimento antecipado da condenação Da Redação* A informação e da coluna de Lauro Jardim. O ministro do STJ Humberto Martins determinou há pouco que o ex-agente da PF Jayme Alves de Oliveira Filho inicie o cumprimento da pena imediatamente. O escritório Teixeira Martins, o mesmo que defende Lula, entrou com o pedido de habeas corpus para evitar que ele cumprisse a sentença após ter sido condenado pelo TRF da 4ª Região a 13 anos de prisão. Eles argumentam que...

Advogados argumentam que seria necessário esgotar todas as possibilidades de recurso. O ministro do STJ, Humberto Martins, entendeu que cabe o cumprimento antecipado da condenação

Da Redação*

A informação e da coluna de Lauro Jardim. O ministro do STJ Humberto Martins determinou há pouco que o ex-agente da PF Jayme Alves de Oliveira Filho inicie o cumprimento da pena imediatamente.

O escritório Teixeira Martins, o mesmo que defende Lula, entrou com o pedido de habeas corpus para evitar que ele cumprisse a sentença após ter sido condenado pelo TRF da 4ª Região a 13 anos de prisão. Eles argumentam que seria necessário esgotar todas as possibilidades de recurso.

O ministro, no entanto, entendeu que cabe o cumprimento antecipado da condenação, conforme determinou a segunda instância.

Jayme Careca, como era conhecido, transportava malas de dinheiro para Alberto Youssef. Segundo as investigações, o “Transcareca” transportou mais de R$ 13 milhões.

*Com informações da coluna de Lauro Jardim

Foto: Reprodução YouTube

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum