03 de julho de 2018, 08h33

Em Cuba, só três coisas funcionam: “segurança, educação e saúde”, diz jornalista do Manhattan Conection

O vídeo viralizou e provocou muitos comentários. Em um deles, um internauta fulminou: “Tudo que todo e qualquer país sonha em ter. Veja aqui

O jornalista Ricardo Amorim disse, no programa Manhattan Conection, na noite deste domingo (1), que em Cuba só três coisas funcionam: “Segurança, educação e saúde”.

O comentário viralizou nas redes e provocou muitos comentários. Em um deles, um internauta foi taxativo: “Tudo que todo e qualquer país sonha em ter: saúde e educação de qualidade e de graça. Isso com 30 anos de bloqueio do império e aliados”, escreveu.

Veja abaixo o tuíte e alguns dos inúmeros comentários:

Diogo Mainardi

O Manhattan Conection é um programa conhecido por posições um tanto à direita. Diogo Mainardi, um de seus apresentadores e também responsável pelo site O Antagonista, foi citado pelo ex-vice presidente da Odebrecht Henrique Valladares em delação premiada envolvendo o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Segundo o executivo, Mainardi foi visto jantando com o tucano no restaurante Gero, no Rio de Janeiro, junto também com o empresário Alexandre Accioly, em um encontro em que teriam sido negociadas propinas da empreiteira.

Por conta da divulgação da matéria, o jornalista divulgou um vídeo com xingamentos à Fórum e ao editor-chefe da publicação, Renato Rovai, que é chamado por ele de “safado”, “bandido” e “criminoso”. “Eu vou quebrar essa joça. Eu vou quebrar você”, ameaçou, transtornado, o responsável pelo site O Antagonista.