Seja Sócio Fórum
22 de março de 2019, 17h24

Em depoimento na PF do Rio, Temer fica em silêncio e Moreira Franco nega propina

Os pedidos de habeas corpus de ambos serão julgados somente na quarta-feira (27), no Tribunal Regional Federal da 2ª Região

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Conforme havia sido informado pela defesa aos procuradores, Michel Temer ficou em silêncio durante depoimento nesta sexta-feira (22) na Superintendência da Polícia Federal, no Centro do Rio de Janeiro. O ex-presidente sequer ficou frente a frente com os representantes do Ministério Público Federal (MPF). Em contrapartida, Moreira Franco, ex-ministro da Casa Civil, resolveu falar e negou o recebimento de propinas. Os pedidos de habeas corpus de ambos serão julgados somente na quarta-feira (27), no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). A previsão inicial era de que os casos fossem analisados ainda nesta sexta. Depois de passarem a noite na...

Conforme havia sido informado pela defesa aos procuradores, Michel Temer ficou em silêncio durante depoimento nesta sexta-feira (22) na Superintendência da Polícia Federal, no Centro do Rio de Janeiro. O ex-presidente sequer ficou frente a frente com os representantes do Ministério Público Federal (MPF).

Em contrapartida, Moreira Franco, ex-ministro da Casa Civil, resolveu falar e negou o recebimento de propinas.

Os pedidos de habeas corpus de ambos serão julgados somente na quarta-feira (27), no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). A previsão inicial era de que os casos fossem analisados ainda nesta sexta.

Depois de passarem a noite na Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói, Moreira Franco e João Batista Lima Filho, conhecido como coronel Lima e apontado como operador de Temer, foram levados, na manhã desta sexta, para prestarem depoimento também na sede da Polícia Federal do Rio de Janeiro. Temer passou a noite em uma sala na própria superintendência.

Argeplan

De acordo com a procurada Fabiana Schneider, Moreira Franco foi o único a prestar esclarecimento. Negou que tenha pedido ou recebido propinas. Afirmou, ainda, que Temer disse que Lima cuidava da Argeplan, empresa que, conforme apurado pelos procuradores, participou do Consórcio da AF Consult Ltda, vencedor da licitação para a obra da Usina Nuclear de Angra 3, apenas para repassar valores a Temer.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum