Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

18 de fevereiro de 2019, 18h32

Em meio à crise Bolsonaro oficializa exoneração de Gustavo Bebianno

Bebianno vem sendo acusado de supostas irregularidades nas campanhas eleitorais do PSL ocorridas na época em que ele presidia o partido

Gustavo Bebianno (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro decidiu exonerar no início da noite desta segunda-feira (18) o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, informou o porta-voz da Presidência Otavio Rego Barros: “Deseja sucesso em sua caminhada”, disse em rápido pronunciamento no Palácio do Planalto.

O porta-voz do Planalto evitou dar detalhes dos motivos da demissão de Bebianno. “Motivo de foro íntimo” do presidente Jair Bolsonaro, limitou-se a explicar o general.

Alvo de denúncias que o apontam como responsável por um esquema de candidatos laranjas na campanha eleitoral do PSL, Gustavo Bebianno foi fritado pelo vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente, que disse nas redes sociais que o agora ex-ministro mentiu ao falar que havia conversado três vezes com o presidente na última terça-feira (12).

O general Floriano Peixoto substituirá Bebianno no cargo, informou o porta-voz.