Seja Sócio Fórum
26 de março de 2019, 20h45

Em meio à crise, Olavo de Carvalho ataca presidente da Câmara com linguajar chulo

"O Nhonho quer articular cu com piroca": Guru "intelectual" de Bolsonaro, o astrólogo Olavo de Carvalho usou, mais uma vez, de seu habitual linguajar chulo para atacar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), intensificando ainda mais a crise entre governo e Congresso

Foto: Reprodução/YouTube
Olavo de Carvalho, o “guru intelectual” do governo Bolsonaro, que sequer tem formação acadêmica, usou mais uma vez de seu habitual linguajar chulo para desferir ataques. Desta vez o alvo foi Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados que sequer poderia ser considerado inimigo de Jair Bolsonaro, mas que assim é classificado pelo “astrólogo”. “O Nhonho quer articular cu com piroca. A piroca dele e o cu nosso”, escreveu Carvalho, em seu Twitter, no início da noite desta terça-feira (26). O Nhonho quer articular cu com piroca. A piroca dele e o cu nosso. — Olavo de Carvalho (@opropriolavo)...

Olavo de Carvalho, o “guru intelectual” do governo Bolsonaro, que sequer tem formação acadêmica, usou mais uma vez de seu habitual linguajar chulo para desferir ataques. Desta vez o alvo foi Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados que sequer poderia ser considerado inimigo de Jair Bolsonaro, mas que assim é classificado pelo “astrólogo”.

“O Nhonho quer articular cu com piroca. A piroca dele e o cu nosso”, escreveu Carvalho, em seu Twitter, no início da noite desta terça-feira (26).

A declaração de Olavo, uma das pessoas mais próximas de Bolsonaro e seus filhos, vem em meio a uma crise que já dura semanas entre o Congresso e o governo. Parlamentares tem criticado o presidente pela sua falta de articulação para aprovar projetos como a reforma da Previdência e a troca de farpas entre o grupo governista e os deputados tem ficado cada vez mais intensa.

 

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum