Imprensa livre e independente
29 de janeiro de 2019, 20h02

Em números atualizados, tragédia de Brumadinho registra 84 mortos e 276 desaparecidos

Conforme porta-voz dos bombeiros, dois dos corpos resgatados nesta terça são de pessoas que estavam no refeitório, enquanto outros três foram localizados em um dos ônibus soterrados

Foto: Ricardo Stuckert Os números da tragédia em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, continuam avançando. Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, já foram registrados oficialmente 84 mortos, com 42 identificados, e 276 desaparecidos. “No quinto dia de buscas, nenhuma vítima foi encontrada com vida”, declarou o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o tenente Pedro Aihara, durante coletiva, na noite desta terça-feira (29). Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais Além de mortos e desaparecidos, foram resgatadas 192 pessoas e 391 foram localizadas. Ainda...

Foto: Ricardo Stuckert

Os números da tragédia em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, continuam avançando. Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, já foram registrados oficialmente 84 mortos, com 42 identificados, e 276 desaparecidos.

“No quinto dia de buscas, nenhuma vítima foi encontrada com vida”, declarou o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o tenente Pedro Aihara, durante coletiva, na noite desta terça-feira (29).

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Além de mortos e desaparecidos, foram resgatadas 192 pessoas e 391 foram localizadas.

Ainda conforme Aihara, dois dos corpos resgatados nesta terça são de pessoas que estavam no refeitório da Vale, enquanto outros três foram localizados em um dos ônibus soterrados.

600 funcionários

Segundo informações da própria Vale, havia cerca de 600 funcionários no refeitório e no prédio administrativo da mineradora no momento em que a barragem rompeu.

O coronel Erlon Dias do Nascimento, chefe do Estado-Maior do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, declarou que, como o volume de lama baixou bem em alguns pontos, já é possível visualizar corpos ou “segmentos de corpos”.

Veja também:  Capa de revista francesa sobre a Copa do Mundo Feminina divide internautas

Com informações do G1

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum