Imprensa livre e independente
08 de março de 2018, 21h18

Em São Paulo, a cada 50 mulheres candidatas, apenas uma é eleita, aponta estudo

As postulantes a cargos eletivos na capital paulista também encontram dificuldades para conseguir recursos de campanha

Foto: Agência Câmara
Neste Dia Internacional da Mulher, foram divulgados dados que revelam o quanto a desigualdade de gênero ainda impera na política. Um levantamento feito pelo Movimento Transparência Partidária aponta que, para uma mulher ser eleita na cidade de São Paulo são necessárias 50 candidatas, enquanto para eleger um homem bastam cerca de 20. Coordenado pela cientista político Marcelo Issa, o estudo se baseou em dados públicos do Tribunal Superior Eleitoral correspondentes ao período entre os anos de 2008 e 2016.   Além da dificuldade de se eleger, o levantamento apontou que as mulheres também têm mais dificuldades que os homens para...

Neste Dia Internacional da Mulher, foram divulgados dados que revelam o quanto a desigualdade de gênero ainda impera na política. Um levantamento feito pelo Movimento Transparência Partidária aponta que, para uma mulher ser eleita na cidade de São Paulo são necessárias 50 candidatas, enquanto para eleger um homem bastam cerca de 20.

Coordenado pela cientista político Marcelo Issa, o estudo se baseou em dados públicos do Tribunal Superior Eleitoral correspondentes ao período entre os anos de 2008 e 2016.

 

Além da dificuldade de se eleger, o levantamento apontou que as mulheres também têm mais dificuldades que os homens para conseguir financiamento de campanha. Nas eleições de 2016 – a primeira a proibir o financiamento empresarial e permitir apenas doações de pessoas físicas – o valor médio arrecadado pelos vereadores e vereadoras foi semelhante: cerca de R$ 400 mil. Mas, enquanto apenas 53% das campanhas femininas vitoriosas foram bancadas com doações de colaboradores, os homens que venceram a última eleição municipal captaram 82% de recursos com pessoas físicas – quase 30% a mais que as mulheres.

Veja também:  Dilma rebate novas mentiras de Palocci sobre “banqueiro do pré-sal”

A desigualdade entre homens e mulheres na política, no entanto, vem diminuindo aos poucos. A pesquisa também apontou que nas últimas três eleições a quantidade de mulheres eleitas na capital mais que dobrou. Em 2016, foram 11 mulheres eleitas na cidade, contra apenas cinco em 2008: um crescimento de 120%.  Além disso, A quantidade de mulheres candidatas em São Paulo vem crescendo. Em 2008 elas eram apenas 23% do total de candidatos, mas em 2016 as candidaturas femininas já passaram dos 30%.

 

 

Saiba mais aqui.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum