Imprensa livre e independente
25 de dezembro de 2017, 19h47

Em solidariedade ao povo palestino, anarquistas da Grécia atacam embaixada israelense em Atenas

Bolsas de tinta foram atiradas contra o prédio da embaixada israelense na capital grega em um protesto contra a “opressão sofrida por décadas pelo povo palestino” Por Redação Um grupo de anarquistas da Grécia chamado Rouvionas protagonizou neste domingo de Natal (25) um protesto contra Israel e em apoio ao povo palestino. Bolsas de tinta foram atiradas contra o prédio da embaixada israelense da capital  Atenas. O ataque foi divulgado pelo próprio grupo com um vídeo divulgado nas redes sociais. Eles informaram que a ação era uma maneira de se solidarizar com o povo palestino e declarar repúdio à Israel...

Bolsas de tinta foram atiradas contra o prédio da embaixada israelense na capital grega em um protesto contra a “opressão sofrida por décadas pelo povo palestino”

Por Redação

Um grupo de anarquistas da Grécia chamado Rouvionas protagonizou neste domingo de Natal (25) um protesto contra Israel e em apoio ao povo palestino. Bolsas de tinta foram atiradas contra o prédio da embaixada israelense da capital  Atenas.

O ataque foi divulgado pelo próprio grupo com um vídeo divulgado nas redes sociais. Eles informaram que a ação era uma maneira de se solidarizar com o povo palestino e declarar repúdio à Israel por conta da “opressão múltipla durante décadas” a que o povo palestino esteve sujeito.

A manifestação vem poucos dias após o presidente norte-americano Donald Trump anunciar que reconheceria, a partir de agora, Jerusalém como a capital oficial de Israel e que a embaixada dos Estados Unidos seria transferida para lá. A atitude causou um acirramento nos conflitos entre israelenses e palestinos e fez até mesmo a Organização das Nações Unidas (ONU) aprovar uma resolução exigindo que o presidente norte-americano desista da ideia.

Veja também:  Projeto de Lei impede cancelamento de bolsas de pesquisas em andamento

 

O grupo anarquista grego, por sua vez, tem como hábito se manifestar em prol de causas internacionais. Em outubro, eles ocuparam simbolicamente a embaixada espanhola em Atenas, em protesto contra o que eles chamaram de “repressão” das forças de ordem espanholas durante o referendo na Catalunha. Na ocasião, 18 jovens foram condenados a seis meses de prisão sob suspensão da pena por perturbação da paz e da ordem. Eles foram absolvidos pouco tempo depois.

Foto: Reprodução/LiveLeak

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum