#FÓRUMCAST
11 de julho de 2018, 13h25

Em vídeo, Gleisi e Damous relacionam “Os crimes de Moro” contra Lula

Produção, com pouco menos de um minuto, aponta que o juiz incorreu em desobediência, abuso de autoridade, prevaricação e condenação de um inocente

 

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Gleisi Hoffmann, senadora e presidenta nacional do PT, e Wadih Damous (PT-RJ), deputado federal, usaram o Twitter e o Facebook, respectivamente, para postar um vídeo, cujo título é “Os crimes de Moro” e no qual são relacionadas algumas ações do juiz contra o ex-presidente Lula. No doingo (8), a liberdade de Lula havia sido determinada pelo desembargador plantonista do Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4) Rogério Fraveto, mas uma manobra comanda por Sergio Moro reverteu o quadro.

O vídeo tem duração de menos de um minuto e aponta que Moro incorreu nos crimes de desobediência, por não ter obedecido a uma ordem judicial de uma instância superior; abuso de autoridade, por ter expedido um despacho ilegal e ter dado ordem à Polícia Federal para que não cumprisse o alvará; prevaricação, ao não realizar um ato de ofício em prol de seus interesses pessoais; condenação de um inocente, em referência a sentença que resultou na condenação, sem provas, do ex-presidente Lula. Ao final, o vídeo pede a prisão de Moro e a liberdade para Lula.

No domingo, os deputados federais Paulo Pimenta e Wadih Damous, ambos do PT e autores do habeas corpus de Lula, que foi acatado inicialmente pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), divulgaram um vídeo denunciando as manobras de Sergio Moro para manter Lula preso, apesar do HC.