Imprensa livre e independente
10 de dezembro de 2014, 09h09

Emenda é rejeitada e projeto que muda cálculo do superávit vai para sanção

A emenda do deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) foi rejeitada em sessão do Congresso Nacional por 247 votos a 55; projeto de lei segue agora para sanção presidencial.

A emenda do deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) foi rejeitada em sessão do Congresso Nacional por 247 votos a 55; projeto de lei segue agora para sanção presidencial Por Agência Brasil A emenda do deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) ao Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 36/14 foi rejeitada, em sessão do Congresso Nacional, por 247 votos a 55. Com isso, o PLN foi aprovado sem qualquer alteração e vai para sanção presidencial. A emenda do deputado Domingos Sávio tinha por objetivo limitar as despesas correntes discricionárias (as que o governo pode decidir se executa) ao que foi executado nesse quesito...

A emenda do deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) foi rejeitada em sessão do Congresso Nacional por 247 votos a 55; projeto de lei segue agora para sanção presidencial

Por Agência Brasil

A emenda do deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) ao Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 36/14 foi rejeitada, em sessão do Congresso Nacional, por 247 votos a 55. Com isso, o PLN foi aprovado sem qualquer alteração e vai para sanção presidencial.

A emenda do deputado Domingos Sávio tinha por objetivo limitar as despesas correntes discricionárias (as que o governo pode decidir se executa) ao que foi executado nesse quesito no ano anterior.

O projeto de lei aprovado muda a forma de cálculo do superávit primário a fim de permitir ao governo descontar mais recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de desonerações tributárias para atingir a meta de resultado fiscal de 2014. O texto também altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014.

Na quinta-feira (4) da semana passada, em sessão que durou mais de 18 horas, o Congresso Nacional aprovou o texto-base do projeto de lei, apesar da longa obstrução dos oposicionistas, e rejeitou três emendas, restando votar, por falta de quórum, a emenda do deputado Domingos Sávio. Em função disso, o presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), marcou nova sessão para esta terça-feira (9), que decidiu pela rejeição da emenda.

Veja também:  The Intercept publica íntegra das conversas entre Moro e Dallagnol que embasaram primeiras reportagens

 * Com informações e foto da Agência Câmara

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum