Imprensa livre e independente
24 de dezembro de 2017, 20h37

Emir Sader: As praças de Porto Alegre serão do povo

“Gostariam de ocupar militarmente as ruas e praças de Porto Alegre. Como não podem, fazem uma lei, como se as praças e ruas de Porto Alegre fossem deles. Mas o povo chegará a Porto Alegre, alegre, combativo, organizado, em ordem, pronto para ocupar as ruas e as praças que são do povo. O povo não faltará ao compromisso de 24 de janeiro, com o Lula, com a democracia”. Leia mais no artigo de Emir Sader Por Emir Sader*, no 247 Tiram do povo os seus direitos e querem tirar também o direito de lutar pelos seu direitos. Tiram a democracia...

“Gostariam de ocupar militarmente as ruas e praças de Porto Alegre. Como não podem, fazem uma lei, como se as praças e ruas de Porto Alegre fossem deles. Mas o povo chegará a Porto Alegre, alegre, combativo, organizado, em ordem, pronto para ocupar as ruas e as praças que são do povo. O povo não faltará ao compromisso de 24 de janeiro, com o Lula, com a democracia”. Leia mais no artigo de Emir Sader

Por Emir Sader*, no 247

Tiram do povo os seus direitos e querem tirar também o direito de lutar pelos seu direitos. Tiram a democracia do país e querem impedir que o povo lute pela democracia.

Porque eles têm medo do povo. Gostariam de abolir o povo. Como não podem, querem que o povo fique ausente do julgamento por um crime que não existe, com provas que não existem. Gostariam de ocupar militarmente as ruas e praças de Porto Alegre. Como não podem, fazem uma lei, como se as praças e ruas de Porto Alegre fossem deles.

Veja também:  Nos EUA, ao lado de Bolsonaro, Guedes fala em fusão entre Banco do Brasil e Bank of America

Mas o povo chegará a Porto Alegre, alegre, combativo, organizado, em ordem, pronto para ocupar as ruas e as praças que são do povo, como o céu é do condor, segundo Castro Alves. O povo não faltará ao compromisso de 24 de janeiro, com o Lula, com a democracia, com a Porto Alegre indômita.

Vereadores acreditam que podem cercar Porto Alegre como cercam suas ruas com policias privados, apropriando-se de espaços públicos privatizados. Mas foi em Porto Alegre que nasceram as mais importantes politicas publicas numa cidade, como o orçamento participativo, como os governos do PT, que fizeram o povo se sentir de novo dono da sua cidade. Não será ai que os verdugos da democracia vão implantar de novo a ordem militarizada dos quarteis.

O povo chegará a Porto Alegre, para cantar, para discutir, para ocupar os espaços que são do povo. Não há Câmara de Vereadores, não há lei, não há decreto que o impedirá.

Iremos todos a Porto Alegre, estaremos com o Lula, estaremos com a democracia, como estamos e estaremos em todas as ruas e praças do Brasil. Porque as ruas e praças de Porto Alegre também são do povo, como o céu é do condor.

Veja também:  Justiça para Lula: Delator nunca disse que triplex foi entregue ao ex-presidente

*Emir Sader é um dos principais sociólogos e cientistas políticos brasileiros

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum