Imprensa livre e independente
29 de janeiro de 2019, 07h25

Engenheiros que atestaram segurança de barragem de Brumadinho são presos em MG e SP

Os investigadores apuram se documentos técnicos, feitos por empresas contratadas pela Vale e que atestavam a segurança da barragem que se rompeu, foram, de alguma maneira, fraudados.

(Divulgação/Presidência da República)
Cinco engenheiros que prestaram serviço à Vale e atestaram a segurança da barragem que se rompeu em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), foram presos na manhã desta terça-feira (29), segundo informações do Portal G1. Em São Paulo, promotores e a Polícia Civil cumpriu dois mandados de prisão expedidos pela Justiça Estadual de Minas Gerais. A prisão dos engenheiros em São Paulo ocorreu nos bairros de Moema e Vila Mariana, Zona Sul da cidade. As ordens de prisão foram expedidas pela Justiça no domingo. Em Minas, foram cumpridos outros três mandados de prisão. Os engenheiros foram contratados pela...

Cinco engenheiros que prestaram serviço à Vale e atestaram a segurança da barragem que se rompeu em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), foram presos na manhã desta terça-feira (29), segundo informações do Portal G1.

Em São Paulo, promotores e a Polícia Civil cumpriu dois mandados de prisão expedidos pela Justiça Estadual de Minas Gerais. A prisão dos engenheiros em São Paulo ocorreu nos bairros de Moema e Vila Mariana, Zona Sul da cidade. As ordens de prisão foram expedidas pela Justiça no domingo.

Em Minas, foram cumpridos outros três mandados de prisão. Os engenheiros foram contratados pela Vale e atestaram a segurança da barragem 1 da Mina do Feijão, em Brumadinho, segundo a Justiça.

Os investigadores apuram se documentos técnicos, feitos por empresas contratadas pela mineradora e que atestavam a segurança da barragem que se rompeu, foram, de alguma maneira, fraudados.

Veja também:  Janaina Paschoal elogia petista: por isso “eles ficaram tantos anos no poder e ao que tudo indica, vão voltar”

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum