Imprensa livre e independente
15 de maio de 2019, 15h48

Enquanto ministro tenta justificar corte na educação, manifestações tomam conta do país

Cartazes, gritos de protesto contra o desmanche da educação podem ser observados em cidades como Salvador (BA), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Brasília, entre muitas outras

Belo Horizonte - Foto: Reprodução
Enquanto o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tentava “explicar” no Congresso as razões que levaram o governo a promover cortes profundos na educação, as manifestações contra o bloqueio das verbas tomavam conta do país. Brasília – Foto: Reprodução Curitiba – Foto: Eduardo Matysiak   Salvador – Foto: Reprodução Todos os estados, além de Brasília, registram manifestações. Pela manhã e à tarde houve atos em, pelo menos, 150 cidades. Universidades e escolas também fizeram paralisações após convocação de entidades ligadas a sindicatos, movimentos sociais e estudantis e partidos políticos. Cartazes, gritos de protesto contra o desmanche da educação podem ser observados...

Enquanto o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tentava “explicar” no Congresso as razões que levaram o governo a promover cortes profundos na educação, as manifestações contra o bloqueio das verbas tomavam conta do país.

Brasília – Foto: Reprodução

Curitiba – Foto: Eduardo Matysiak

 

Salvador – Foto: Reprodução

Todos os estados, além de Brasília, registram manifestações. Pela manhã e à tarde houve atos em, pelo menos, 150 cidades. Universidades e escolas também fizeram paralisações após convocação de entidades ligadas a sindicatos, movimentos sociais e estudantis e partidos políticos.

Cartazes, gritos de protesto contra o desmanche da educação podem ser observados em cidades como Salvador (BA), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Brasília, entre muitas outras.

Acompanhe alguns locais de manifestações:

Veja também:  Em São Paulo, Salão do Livro Político homenageia Paulo Freire e traz nomes como Haddad e Flávio Dino

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum

#tags