14 de agosto de 2018, 14h07

Entre a vida e a morte, a cantora Aretha Franklin está em casa sob cuidados paliativos

A cantora ganhou 18 prêmios Grammy e é a primeira mulher a entrar no Rock and Roll Hall of Fame

A cantora americana Aretha Franklin está gravemente doente, entre a vida e a morte. Por conta disto, foi colocada sob cuidados paliativos ao lado de seus parentes, informou um jornalista que é amigo da família da artista.

Ao longo de sua carreira, Aretha Franklin acumula 18 prêmios Grammy, incluindo um pelo conjunto da obra. Entre seus maiores sucessos estão “(You Make Me Feel Like) A Natural Woman” (1968), “Day Dreaming” (1972), “Jump to It” (1982), “Freeway of Love” (1985) e “A Rose Is Still A Rose,” (1998).

Em 1987, ela se tornou a primeira mulher a entrar no Rock and Roll Hall of Fame. Em 2005, Aretha Franklin recebeu a Medalha Presidencial da Liberdade – a maior condecoração para um civil americano — das mãos do então presidente George W. Bush. Franklin também cantou em janeiro de 2009, na posse do presidente Barack Obama.

Celebridades reagiram

Celebridades e políticos reagiram às notícias sobre a saúde da “rainha do soul”, de 76 anos, na segunda-feira (13): “Orando pela Rainha da Alma”, twittou a cantora Mariah Carey. “Hillary e eu estamos pensando em Aretha Franklin hoje”, escreveu o ex-presidente Bill Clinton.

Igreja Batista New Bethel de Detroit

Foi na Igreja Batista New Bethel, de Detroit, onde seu pai era ministro, que a cantora descobriu seu talento. Mesmo depois de ficar famosa, Aretha Franklin nunca esqueceu de onde veio. Apenas algumas semanas atrás, o pastor Smith disse que ela entrou em contato para saber sobre se apresentar no concerto beneficente anual da igreja.
“Pedir a Deus para continuar este milagre porque é ótimo que ela tenha feito isso por tanto tempo”, disse Smith. Os paroquianos realizarão um culto de oração matinal para Franklin na quarta-feira em New Bethel.
Em 2017 a cidade de Detroit honrou Franklin nomeando uma rua com o seu nome.